Comportamento

Anthony Hopkins descobriu espectro autista na terceira idade. Não atrapalhou o seu brilho!

Em entrevista, o ator revelou que foi diagnosticado com síndrome de Asperger há cerca de 13 anos. No entanto, isso não impediu seu talento, que o fez conhecido e admirado!



Segundo estimativa da OMS, uma em cada 160 crianças no mundo possuem transtorno do espectro autista. Esse é um número elevado e que parece estar aumentando a cada dia.

As pessoas que nascem com essa condição, que na maioria dos casos tem origem genética, tendem a ter déficit na comunicação social, seja verbal ou não verbal, e nos comportamentos. Existem muitos subtipos desse transtorno, alguns mais sérios e outros mais graves, que podem causar deficiência intelectual e epilepsia.

No entanto, apesar de o autismo ser algo “comum”, existem pessoas que passam muito tempo sem saber que possuem tal transtorno. Elas podem perceber determinados sinais em seu comportamento, mas por não ter conhecimento sobre a doença, apenas se acostumam com os traços de sua personalidade, sem nunca terem sido diagnosticadas.


O ator de renome mundial Anthony Hopkins é uma dessas pessoas. Famoso por estrelar filmes como “O silêncio dos inocentes” e a série “Westworld”, o ator nunca escondeu os dilemas de sua vida pessoal, e em uma entrevista do Daily Mail, em 2017, revelou que recebeu o diagnóstico de síndrome de Asperger apenas em 2007, quando tinha 69 anos.

A síndrome de Asperger é um estado do espectro autista, mas que costuma ter maior adaptação funcional.

Em outra entrevista, desta vez ao portal The Desert Sun, Anthony revelou que já havia percebido quando mais novo que sua mente funcionava de maneira diferente, mas que nem tinha conhecimento sobre a existência da síndrome.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@anthonyhopkins.


Com o tempo, ele foi se adaptando ao próprio comportamento, lutando contra muita insegurança e curiosidade, e causando problemas. No entanto, depois de amadurecer, o ator revelou que está muito mais em paz consigo mesmo, apesar de sempre ter um ponto de interrogação em sua vida, que o faz questionar se tomou as decisões certas.

Apesar de toda sua luta e das dificuldades que enfrentou quando mais novo, tentando entender-se, Hopkins reforçou que sua condição nunca impediu seu trabalho.

O ator disse que foi diagnosticado com a síndrome de Asperger, mas que faz parte do grupo de alto desempenho. Ele ainda explicou que muitas pessoas com Asperger são altamente funcionais, porém inconsistentes, e conservam pensamentos obsessivos e hábitos não saudáveis.

Contou que é capaz de ficar calmo e executar várias tarefas. Uma de suas preferidas é a pintura e, em seu perfil no Instagram, ele compartilha algumas delas, que são realmente impressionantes.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@anthonyhopkins.

Os depoimentos do ator e a forma aberta como ele lida com sua condição são muito importantes, porque incentivam outras pessoas a fazer o mesmo, se aceitarem como são e se apresentarem perante a sociedade sem medo.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@anthonyhopkins.

É nas diferenças que residem nossas características mais admiráveis, e o seu caso, assim como o de outras pessoas, apenas mostra que o talento e o valor de uma pessoa estão em sua alma, e que não devem ser medidos com base nas diferenças.


Compartilhe o texto em suas redes sociais!

Vovô de 83 anos, com sangue raro, já fez mais de 1.000 doações e salvou a vida de 2 milhões de bebês!

Artigo Anterior

Eu gosto é de gente que fala alto, que diz o que pensa, que xinga, quando está a fim, e que ri, quando está com vontade!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.