publicidade

Antônia Fontenelle é indiciada por racismo e xenofobia em ataques a Giselle Itiê

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) indiciou a apresentadora Antônia Fontenelle pelos crimes de racismo e xenofobia contra a atriz Giselle Itié, que nasceu no México. A notícia foi dada pele jornal O Globo.



O caso teve início quando Itiê revelou ter sofrido assédio por um diretor de novelas ao fazer sua estreia como protagonista na televisão aos 23 anos. Ela não citou o nome do diretor.

A partir daí, Fontenelle se sentiu ofendida pelo fato de que a atriz trabalhou na mesma época em uma novela dirigida por seu ex-marido Marcos Paulo, que faleceu em 2012.

“Volta para o seu país, é o melhor que você faz”, disse Antonia Fontenelle.

Depois das ofensas, Giselle Itié abriu um processo contra a apresentadora. Antônia Fontenelle, então, prestou depoimento na Decradi e, em seguida, acabou indiciada.


De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, a ex-mulher de Marcos Paulo “manifestou o desejo de fazer um acordo com o Ministério Público para não ser processada”.


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.