Pessoas inspiradoras

Ao flagrar jovens com fome furtando mercado, empresário lhes oferece comida!

Nas imagens registradas pela câmera de segurança, é possível ver Jay conversando com os dois adolescentes e, posteriormente, oferecendo-lhes o alimento que queriam.



A insegurança alimentar e a fome atingem pessoas no mundo inteiro. O relatório da Organização Mundial de Saúde (ONU) mostra que cerca de 10% da população mundial foi afetada em 2020 pela fome, da qual aproximadamente 2,3 bilhões não tiveram acesso à alimentação adequada durante todo o ano.

Quando indivíduos não conseguem suprir suas necessidades mais básicas, têm seus direitos humanos violados, mostrando que muitos estão passando por uma situação de calamidade, mas sem receber a ajuda que realmente necessitam neste exato momento.

A violação de direitos humanos gera impactos desastrosos na sociedade, que vê o desprezo pela vida aumentar assim como a desigualdade social, o preconceito e a criminalidade. Adolescente e adultos se veem sem saída quando percebem que a fome precisa ser resolvida agora, e acabam furtando estabelecimentos que vendem comida.


Foi o que aconteceu com o proprietário de um mercado nos Estados Unidos. Jitendra “Jay” Singh flagrou dois garotos furtando seu estabelecimento, mas entrou em choque quando descobriu os reais motivos daquela ação.

De acordo com reportagem da 13 ABC, Jay viu os meninos roubando por meio de suas câmeras de vigilância, e resolveu tirar satisfação com eles, ameaçando chamar a polícia. Mas assim que confrontou os adolescentes, um deles respondeu que estava roubando para si mesmo porque estava com fome, assim como seu irmão mais novo.

Direitos autorais: reprodução YouTube/WTVG.

Jay se solidarizou com o que os meninos estavam passando, e a resposta o desmontou completamente. Ele conta que já não fazia mais sentido entrar em confronto com os meninos, e, ao invés de chamar a polícia local, ele pediu que eles voltassem aos corredores onde estavam.


Os adolescentes imediatamente pensaram que Jay os faria colocar cada item no devido lugar, mas estavam enganados, ele disse que poderiam pegar o que quisessem, como pizza, sanduíches prontos e outras comidas, de graça.

Durante a entrevista, o homem explicou que aqueles itens não fariam nenhuma diferença na sua vida, já que vendia muitos alimentos e lidava com aquilo o dia inteiro, enquanto para outras famílias teria um impacto muito maior.

Jay ainda disse que, caso chamasse a polícia, eles poderiam ser presos e, na cadeia, não aprenderiam nada de bom, tudo porque estavam furtando comida para matar a fome. O empresário administra o local há cinco anos e conta que, sempre que pode, ajuda pessoas desconhecidas, oferecendo-lhes comida.

Direitos autorais: reprodução YouTube/WTVG.


Jay diz que gosta de ajudar os outros quando pode. Com esse ato particular de gentileza, os clientes definitivamente notaram. Muitos ficaram impressionados com sua atitude e compartilharam a história nas redes sociais, onde acabou viralizando.

A esposa do proprietário, Neera, disse que, nos 30 anos de casados, sempre percebeu que o marido era uma pessoa atenciosa e generosa, e sente muito orgulho da atitude dele. Diz ainda que, como integrantes da comunidade, reconhece que têm obrigação de ajudar os demais da forma como podem.

Theo Becker polemiza nas redes ao dizer que tentou ser gay: “Não consegui”

Artigo Anterior

Fisiculturista acusada de ter “corpo de homem” se defende: “Quem dera se o seu marido fosse como eu”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.