Relacionamentos

“Ao meu ex: obrigada, porque agora eu sei o que o amor NÃO é”

Capa Ao meu ex obrigada porque agora eu sei o que o amor NAO e

Às vezes, precisamos nos decepcionar para perceber que nossas expectativas estavam nos lugares e nas pessoas erradas.



Todos que já passaram por uma decepção amorosa cansaram de ouvir o clichê “se acabou, é porque não era certo”.

No calor do momento, é claro que não concordamos com o que está sendo dito, afinal ainda resta algum resquício de sentimento pela outra pessoa, quer seja raiva, amargura, tristeza ou o mais difícil de passar: amor. Passamos pelo período de cura do coração, aprendemos muito sobre nós mesmos nessa nova jornada, mas é apenas depois de algum tempo que conseguimos compreender o que queriam nos dizer.

Talvez devêssemos reformular a ordem com que aconselhamos quem está de coração partido. Não que muitos deles nos deem ouvidos nesses primeiros momentos, afinal a pessoa só quer deixar irem todos os sentimentos bagunçados que tem dentro de si, porém seria interessante se chegássemos com uma nova abordagem, falando primeiro da dor dessa separação, que ela é real e válida, e só um tempo depois disséssemos que, por mais improvável que parecesse, de fato, o que se foi deixou espaço para algo melhor florescer.


Eu também era descrente em relação a isso, mas hoje posso provar que é verdade. Às vezes, uma grande decepção amorosa abre espaço para um novo afeto, quer seja de outra pessoa para você ou consigo mesmo, o tal amor-próprio. Pode parecer insano mas, depois de um tempo, você agradecerá por tudo que não deu certo.

É graças a um amor frustrado no nosso caminho que conseguimos reconhecer de longe um novo vilão que pode tentar nos encantar e também aprendemos a dar uma chance para aquele alguém que pode ser diferente, afinal por que permanecer nos mesmos padrões?

Aposto que você está pensando que é muito fácil falar isso agora, de um lugar de superação do antigo amor, mas que todos esses lados positivos são invisíveis pela dor de amor que turvou sua visão. Mas nós sabemos. E nós nos lembramos.

Isso é que é incrível sobre o amor. O que faz com que milhares de músicas sejam escritas sobre essa sensação desde o princípio dos tempos, o que une pessoas em frente das telas para assistir a mais uma das milhares de representações que existem. É impossível descrever o amor e, ao mesmo tempo, suas histórias conseguem tocar todos nós de forma única, mas que ainda é entendida por quem está do nosso lado.


Então sim, sabemos que está doendo. Todos à sua volta, que já passaram por isso, lembram da dor pulsante e que parecia não ter fim. Mas, surpreendentemente, ela teve, e podemos perceber que aquilo que vivemos não era amor de verdade.

Vai chegar uma hora que você se dará conta de que foi apenas um relance, um reflexo enganoso do que se chamava de “amor”, mas não era. Com o passar dos dias, a visão idealizada do antigo parceiro vai embora e dá lugar à realidade, faz você enxergar todos os problemas e a incapacidade de vencê-los, que foi o que verdadeiramente separou vocês. Estranho para alguns e uma obviedade para outros, nada melhor do que um pé na bunda para nos valorizarmos mais.

E pode descansar seu coração, pois quando ele chegar, seu verdadeiro amor, você estará pronta! Não digo que será fácil, toda relação tem seus desafios, mas uma vez que lhe esteja claro o que é o amor, o encontro com uma nova paixão será mais avassalador ainda.

Podemos precisar de ajuda – e até de alguns tombos no caminho – para não confundir mais o brilho genuíno do amor com as luzes enganosas da decepção, mas nossa alma sabe quando encontrou o parceiro para toda a vida. Então, na próxima vez em que for dar as boas-vindas ao novo morador do seu coração, lembre-se: foi graças à bagunça feita pelos anteriores que hoje você pode curtir a paz ao lado de quem verdadeiramente importa!


Determinado ou preguiçoso? O animal que você vir primeiro revela seu nível de foco nos objetivos!

Artigo Anterior

Maiara e Maraisa se apresentarão em festa onde Marília Mendonça cantaria neste fim de semana

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.