Pessoas inspiradoras

Aos 18 anos, jovem autista brasileiro dá exemplo ao ser aprovado em curso do Instituto Federal!

capaaos 18 anos jovem autista brasileiro da exemplo ao ser aprovado em curso no Instituto Federal

Uma grande conquista. Saiba mais sobre a trajetória desse brasileiro que é puro talento!



A inclusão é algo poderoso, que muda vidas e transforma a sociedade para melhor, por isso deve ser sempre muito celebrada.

O pernambucano Carlos Eduardo Marques de Almeida Maciel, de 18 anos, portador de síndrome de Asperger, um estado do espectro autista, recentemente alcançou uma grande conquista, provando que devemos persistir em nossos objetivos.

Segundo contado pelo G1, Carlos foi aprovado pelo Sisu no curso de Design Gráfico do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).


O processo de concluir o ensino médio com aulas remotas, por causa da pandemia de covid-19, foi um grande desafio para o jovem. De acordo com Sandra Maciel, sua mãe, a mudança de rotina é uma dificuldade para o filho, portanto, mesmo quando estava no próprio quarto estudando, Carlos acabava por desviar sua atenção, por isso teve de se dedicar bastante para conseguir concluir os estudos do ensino básico.

O diagnóstico de sua condição veio aos 11 anos, embora os pais tivessem percebido, durante a infância, que o filho tinha dificuldade para se comunicar e interagir com os amigos. Na época, eles não conseguiram um parecer definitivo sobre a realidade do filho.

2aos 18 anos jovem autista brasileiro da exemplo ao ser aprovado em curso no Instituto Federal

Direitos autorais: reprodução/TV Globo.

Depois da descoberta da síndrome de Asperger, ele começou o tratamento, o que não foi sempre fácil. Sandra explicou que ele se adaptou apenas na segunda clínica procurada pela família, e que hoje em dia ele faz terapia em grupo no mesmo local e auxilia crianças menores com a mesma condição.


Com o tempo e o apoio da família e da equipe multidisciplinar, Carlos Eduardo foi descobrindo mais sobre si mesmo e suas capacidades. Atualmente, ele desenha, interessa-se por jogos eletrônicos e luta jiu-jítsu.

Além da recente aprovação em Design Gráfico, com a segunda maior nota (677,46), o jovem também passou em Sistemas de Informação de uma faculdade particular em Vitória de Santo Antão, a 50 km de Recife, onde vive, e já começou o curso.

Carlos também foi aprovado em Engenharia de Software, no campus Garanhuns, no agreste do estado, através do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da Universidade de Pernambuco (UPE), mas para isso precisaria mudar de cidade; a família ainda não decidiu o que fazer.

3aos 18 anos jovem autista brasileiro da exemplo ao ser aprovado em curso no Instituto Federal

Direitos autorais: reprodução/TV Globo.


Por enquanto, Carlos continuará no curso noturno de Sistemas de Informação, em sua cidade, e se matriculará no curso matutino de Design Gráfico no IFPE, em Recife. Conseguir conciliar os dois cursos é algo que deixará o jovem bastante feliz.

Sobre todas as suas conquistas, Carlos diz estar muito feliz e orgulhoso. Os pais, que o apoiaram durante toda a vida, continuam ao seu lado. Sandra diz que aconselha as mães de autistas a correrem atrás, mesmo nas mínimas possibilidades, para os filhos, e acrescentou que “cada autista tem sem tempo”.

Que história bacana! Carlos é um jovem muito dedicado, que certamente tem um grande futuro pela frente!

Compartilhe sua história de força e inspiração com os amigos nas redes sociais!


“A mulher que sua filha vai ser depende de você” (Marcos Mion)

Artigo Anterior

“Faria de novo”: motoentregador ganha sério ferimento no rosto ao salvar menina de agressão

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.