Comportamento

Aos 59 anos, Paula Toller afirma que gosta de se sentir jovem: “Tomo banho no formol todo dia”

Paula Toller costuma brincar com frequência com a fama de nunca envelhecer, e explica que não “dorme no formol”, apenas “toma banho”, já que pode ressecar a pele.



A fama costuma fazer com que os holofotes caiam sobre os artistas, deixando-os sempre na mira de fotógrafos e colunistas que falam sobre suas vidas pessoais, gostos e até comportamentos.

A aparência é outra coisa que também chama muito a atenção do público, principalmente daqueles que são famosos há muitos anos.

A cantora e compositora Paula Toller, muito conhecida no Brasil desde a década de 1980, quando era vocalista do grupo “Kid Abelha e os Abóboras Selvagens”, completou no dia 23 deste mês 59 anos, voltando a deixar em alta o assunto sobre sua jovialidade. A banda encerrou sua formação em 2016, depois de cerca de três anos sem nenhum projeto novo, mas a artista seguiu na carreira solo.


Também neste mês, Paula lançou a versão remix da música “Eu amo brilhar”, que fez junto com o filho Gabriel Farias, de 31 anos. Em entrevista para a revista Marie Claire, a cantora falou sobre o impacto da pandemia na vida dos artistas, além de comentar um pouco da fama que carrega há anos de não envelhecer.

Com a disseminação do novo coronavírus, os shows tiveram de ser completamente pausados, e Paula conta que, para passar por essa reviravolta, tentou viver “um dia de cada vez” sem se fixar na ideia de quando as coisas finalmente voltariam ao normal.

A artista explica que a maturidade fez com que aprendesse a não tentar mais controlar tudo, apenas o que lhe cabe. Outro projeto que ela tirou do papel foi a prática do violão, e agora toca as próprias composições sozinha, algo que antes chegava a iniciar, mas não prosseguia com os estudos.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulatoller.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulatoller.

A cantora explicou que chegou a fazer algumas lives e que foram muito boas, mas que compreende que a equipe técnica e os novos artistas não têm como se sustentar em meio à crise sanitária atual.

Paula conta que possui os direitos autorais e fonográficos das suas canções e que tem vivido com eles atualmente, sendo possível até ajudar outras pessoas. Para lidar com as dificuldades emocionais da pandemia, ela revela que precisou de paciência e persistência, dando atenção apenas ao que realmente importava.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulatoller.


Paula afirma que gosta de se sentir jovem e brincalhona, principalmente nos palcos, e nunca fez muito o tipo madame, por isso não chegou a sentir pressão social por conta da idade que tem. Ela brinca que apenas “toma banho no formol”, já que dormir nele “resseca a pele”.

Ainda em sua entrevista, a artista explicou que é “feminista sem ser militante”, e que apenas ocupou os espaços que eram seu por direito, sem perguntar se podia e sem se importar em pensar muito a respeito disso.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulatoller.

Neste ano, Paula e o cineasta Lui Farias completaram 33 anos de casamento, com direito à publicação nas redes sociais, com uma foto dos dois em sua primeira viagem, quando foram para Paris. Na legenda, ela escreveu: “Se um pouco de amor resiste a tudo, imagina um monte!”


Se quiser criar filhos bem resolvidos, ensine-os desde pequenos a lidar com as decepções!

Artigo Anterior

Pacientes morrem em acidente, logo após terem alta de hospital

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.