Pessoas inspiradoras

Aos 72 anos, este senhor sem pernas já plantou mais de 17 mil árvores e salvou uma floresta inteira!

Uma história incrível de amor e dedicação à natureza. Confira!



Fala-se muito sobre a importância das árvores para preservação do meio ambiente e da nossa qualidade de vida. No entanto, muitas pessoas parecem não compreender o seu valor.

O desmatamento e o desrespeito com a flora são um problema sério em todo o mundo, que já começaram a afetar seriamente a vida de todos nós, embora nem sempre sejamos capazes de perceber.

Felizmente, a natureza pode contar com alguns heróis humanos, que andam na contramão das tendências negativas e dedicam sua vida a preservá-la e nutri-la. Esse é o caso do chinês Ma Sanxiao.


O veterano chinês, atualmente com 72 anos, é uma inspiração para todos nós e nos mostra que todos podemos nos esforçar para cuidar da natureza, não importa a nossa realidade de vida.

Uma matéria do Daily Mail conta que Ma se juntou a uma tropa na província de Fujian quando tinha 20 anos para fazer um treinamento para espião militar. Três anos depois, ele teve uma infecção durante uma missão e contraiu sepse, doença potencialmente fatal causada pela resposta do corpo a uma infecção.

A doença prejudicou seriamente a sua saúde, forçando-o a se aposentar em 1974. Após o grande choque, Ma se reinventou e trabalhou como professor e agricultor. No ano de 1984, a doença piorou, causando uma séria inflamação na perna direita, amputando a parte inferior do membro em 1985.

No ano seguinte, apresentou a mesma inflamação na perna esquerda, o que levou sua família a pedir dinheiro emprestado para tratá-lo. Apesar dos esforços, os médicos não conseguiram salvar o membro, que precisou também ser amputado em 2004.


Direitos autorais: reprodução/China News Service.

No ano 2000, o relacionamento do veterano chinês com as árvores começou. A princípio, era apenas uma maneira de pagar os muitos empréstimos para o seu tratamento e para sustentar sua família. No entanto, quando sua história foi amplamente divulgada, o idoso começou a receber apoio financeiro do governo.

Direitos autorais: reprodução/China News Service.

Desse momento em diante, Ma deu continuidade ao seu trabalho e justifica dizendo que “quer retribuir a sociedade e agradecer ao governo pela ajuda”. Em mais de 20 anos de trabalho, o idoso plantou mais de 17.000 árvores numa montanha antes abandonada.


Segundo informações do R7, o chinês ajudou a reconstruir o ecossistema ao redor da Cordilheira Taihang, que era alvo do desmatamento, e acabou se tornando uma espécie de “deserto”. Com seu trabalho de amor e dedicação, ele salvou o local, que fica perto de sua casa.

O China News contou que Ma costuma sair de casa às 5h, antes do nascer do sol, para fazer a plantação, e costuma passar o dia todo no local, sozinho. Ele se locomove com a ajuda de um “tuk tuk” (meio de transporte motorizado comum na Ásia) e de seus membros artificiais.

Direitos autorais: reprodução/China News Service.

Quando chega ao local do plantio, Ma remove as próteses, coloca luvas grossas e rasteja-se no chão com suas ferramentas até o destino final. Essa missão, que não é sempre fácil, já levou a alguns acidentes, que lhe custaram a perda de um dedo mindinho.


No entanto, o idoso não se arrepende do seu trabalho. Ele disse que ama passar o tempo com as árvores, que elas são como os soldados que comandou e que “enquanto viver” continuará plantando-as. Vida longa a esse senhor tão forte e inspirador!

“Meu pai pôs o nome da amante em mim para ter desculpa se a chamasse sem querer”

Artigo Anterior

Arriscando a própria vida, tutor faz “escudo humano” para salvar cão do ataque de dois pit bulls

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.