Comportamento

Aos 72 anos, intérprete de “Chiquinha” está à procura do amor: “Independente e com menos de 70 anos”

Foto: Instagram
capa Aos 72 anos a atriz de Chiquinha esta a procura do amor Independente e com menos de 70 anos

A atriz, que ficou viúva há quase três anos, está à procura de outro companheiro, mas faz exigências!

O programa “Chaves” faz muito sucesso na televisão do Brasil desde que começou a ser exibido pelo SBT. Fazendo parte da infância e da adolescência de diversas gerações, ele já arrancou de nós muitas gargalhadas e também um carinho especial pelos personagens e elenco. 

María Antonieta de las Nieves, a famosa Chiquinha, é uma das personagens mais marcantes do programa, mas muita gente nada sabe da sua carreira ou vida pessoal. María começou no mundo da teledramaturgia aos 6 anos, com ocupações diferentes, como dublagem, participação em programas e até como executiva de um canal, mas foi como “Chiquinha” que conheceu o verdadeiro sucesso.

No entanto, ultimamente, a atriz tem se dedicado menos à carreira e mais ao descanso, e sentido a necessidade de se apaixonar novamente — perdeu o companheiro de vida em 2019.

María de las Nieves foi casada durante 48 anos com Gabriel Fernández, o apresentador de “Chaves”. Formaram família, viveram diversas experiências e foram felizes, mas agora que está solteira, ela sente falta de um homem ao seu lado, e falou um pouco sobre isso em entrevista ao portal de notícias mexicano “TV y Novelas”. 

2 Aos 72 anos a atriz de Chiquinha esta a procura do amor Independente e com menos de 70 anos

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @lachilindrina_oficial

No entanto, engana-se quem pensa que apenas porque está sozinha a atriz permitirá a qualquer pessoa entrar em sua vida. María está procurando um homem divorciado, solteiro ou viúvo, entre 60 e 65 anos. Ela disse que, mesmo que tenha 72, não se sente com essa idade e não aparenta tê-la também. 

A atriz diz que é muito nova e tem várias coisas a serem vividas ainda. Ela também quer um parceiro que seja independente, que não lhe dê nada, mas que também não lhe tire, para que a relação possa sempre estar em pé de igualdade. 

Sobre a idade exigida para os seus potenciais parceiros, a intérprete de “Chiquinha” disse que não namoraria alguém com menos de 60, mas também não com mais de 70, porque não quer se tornar a responsável por cuidar de suas doenças. María relatou que fez isso por seu marido, e com muito amor, mas que está em um momento de aproveitar a vida. 

3 Aos 72 anos a atriz de Chiquinha esta a procura do amor Independente e com menos de 70 anos

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @lachilindrina_oficial

Apesar de estar com o coração aberto para se apaixonar novamente, ela não pretende se casar, mas diz estar disposta a viajar e conhecer o mundo ao lado de um homem com interesses semelhantes aos dela.

Ah, María prefere encontrar um companheiro fora das redes sociais e aplicativos de namoro, pois foi advertida que na web muitas pessoas podem demonstrar interesse por ela apenas porque creem que é milionária, o que não é verdade.

A perda do marido

A perda de Gabriel foi um momento muito complicado para a atriz, que confessou  ter ficado “desligada” do mundo por quase um ano, sem assistir à televisão ou ter contato com as pessoas à sua volta.

Ela acredita que nunca superará a morte de Gabriel, porque passou tantos anos e momentos ao seu lado, que fica difícil imaginar a vida de outra maneira. A atriz também confessou que não aprecia a solidão.

4 Aos 72 anos a atriz de Chiquinha esta a procura do amor Independente e com menos de 70 anos

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @lachilindrina_oficial

As conquistas de María Antonieta

A atriz conquistou espaço no livro dos recordes ”Guinness” de maior atuação de uma personagem infantil por “Chiquinha”, interpretando a filha de “Seu Madruga” por nada mais nada menos do que 48 anos e 261 dias. Nesse tempo, ela não apenas atuou na televisão, também levou sua personagem para o circo.

Artista versátil, a mexicana também publicou livros, desde uma bibliografia até um texto sobre os direitos da criança e do adolescente. Atualmente, entretanto, suas prioridades são descansar.