Notícias

Aos 82 anos, Suely Franco rejeita novo casamento: “Viver junto é um horror”

Aos 82 anos Suely Franco rejeita novo casamento Viver junto e um horror
Comente!

Depois de ter se casado duas vezes, Suely Franco rejeita a ideia de uma nova união na terceira idade. A atriz de 82 anos afirma que só aceitaria um relacionamento sem precisar dividir o mesmo teto. “Viver junto é um horror”, dispara a intérprete de Mimosa em O Cravo e a Rosa, novela atualmente reprisada pela Globo.

A artista foi casada com Eduardo Sidney entre 1961 e 1964. Depois, viveu um relacionamento entre 1964 e 1974 com Carlos Koppa, com quem teve o filho Carlos Franco Guimarães, atualmente com 52 anos.

Amor não tem idade. Agora não tenho vontade, só de namorar e cada um na sua casa. Viver junto é um horror, dormir junto pior ainda. Um quer dormir e o outro quer ficar acordado, um quer desligar o celular e o outro quer deixar ligado (risos)”, brinca ela.

“Felicidade é fazer o que gosta e encontrar as pessoas que gosta. Eu tenho 82 anos, mas continuo criança. Às vezes as pessoas mais sérias ficam até incomodadas com a minha alegria. Mas problema é delas, né?”, diz em entrevista à revista Quem.

Suely também não é muito adepta aos meios de comunicação dos dias de hoje, já que não tem WhatsApp e nem perfil nas redes sociais. “Moro com o meu filho, e ele me ajuda a mexer na internet. Celular, para mim, é igual a telefone fixo. Até hoje não consegui colocar DVD para assistir. Sou o tempo das cavernas (risos). Ele que resolve tudo para mim”, explica a veterana.

Volta ao trabalho e pandemia

No ano passado, a atriz passou por dificuldades por conta da pandemia e precisou deixar o apartamento em que morava por não conseguir pagar o condomínio. Agora, a artista comemora a volta ao trabalho após a vacina e agradece por não ter contraído o coronavírus.

Desde dezembro, Suely atua na peça Copacabana – O Musical, no Teatro Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. “Esse tempo de Covid foi duro porque ficou tudo fechado. E meu contrato sempre foi só por obra com a Globo. Tenho que fazer outros trabalhos. Mas faço com muito prazer”, afirma ela. O último papel da artista na TV foi como Marlene em A Dona do Pedaço (2019).

“Graças a Deus, estou saudável, não peguei nada. Por causa do espetáculo, estou sempre fazendo teste. Tomamos muito cuidado e só tiramos a máscara quando entramos no palco”, completa.

A atriz ainda lamenta a morte de amigos durante a crise sanitária: “Nicette [Bruno] e eu íamos fazer uma peça, estávamos esperando para estrear. Ela era uma amiga queridíssima, inigualável, era um anjo. Estava sempre alegre, era muito para cima. E o Paulo [Gustavo] também! Aconteceu tudo tão rápido. São perdas irreparáveis”.

Comente!

Cliente relata trauma psicológico após morder barata em hambúrguer do KFC

Artigo Anterior

Gás de fogão estava aberto em casa onde mãe matou filhos, diz polícia

Próximo artigo