Comportamento

Aos 94 anos, ela realiza o sonho de se casar com vestido que não podia comprar há 70 anos

4 capa Aos 94 anos ela realiza o sonho de casar com vestido que nao podia comprar ha 70 anos

Martha Tucker se casou em 1952. Ela sonhava em usar um clássico vestido branco no dia da sua cerimônia, mas as leis de Jim Crow a proibiram de concretizar seu desejo.



Quanto tempo é preciso para realizar um sonho? Algumas pessoas podem responder que isso vai depender da quantidade de comprometimento e de trabalho que depositada no processo, outras podem atribuir a boas relações e dinheiro, mas para Martha Tucker a questão era outra.

Moradora do Alabama, nos Estados Unidos, ela foi proibida de realizar o sonho de se casar usando um vestido branco de noiva porque era negra. Martha, hoje aos 94 anos, explica em reportagem ao Washington Post que em 1952, quando a cerimônia aconteceu, nem sequer pensava em comprar o vestido, já que sabia muito bem que não poderia entrar na loja.

A segregação racial e as leis de Jim Crow proibiam as pessoas negras de frequentar os mesmos espaços que as brancas, e Martha conta que em Birmingham, onde morava, não existia nenhuma loja de noiva em que pudesse entrar. Para comprar uma roupa, ela explica que precisava ir ao porão de qualquer loja e pegar as peças usadas.


4 2 Aos 94 anos ela realiza o sonho de casar com vestido que nao podia comprar ha 70 anos

Direitos autorais: reprodução Facebook/Angela J D Strozier.

Os negros não podiam se sentar ao lado dos brancos, não podiam entrar no mesmo carro, não podiam ser servidos nos mesmos restaurantes, não podiam frequentar as mesmas escolas ou universidades, dentre outras coisas que colocavam a população numa posição de completa subalternidade.

O casamento de Martha foi uma cerimônia simples, na sala de estar do pastor, e ela sempre ficou triste com essa situação, já que sempre sentiu que tinha o direito a uma festa tradicional, usando o que quisesse.

E sempre esteve certa, as políticas de segregação racial mostram a pior face norte-americana, que se embasava em pseudociência para justificar comportamentos criminosos e racistas. Mas 70 anos depois do dia em que se casou, Martha conseguiu realizar o sonho de usar o vestido de noiva que sempre imaginou.


A ideia partiu da neta Angela Strozier, de 46 anos, enquanto assistia com a sua avó ao filme “Coming to America”, de 1988. Foi naquele momento que exprimiu que sempre teve o sonho de se vestir de noiva, desde que se casou, em 1952.

4 3 Aos 94 anos ela realiza o sonho de casar com vestido que nao podia comprar ha 70 anos

Direitos autorais: reprodução Facebook/Angela J D Strozier.

Mesmo ouvindo as histórias de racismo por que a avó passou, Angela nunca tinha se dado conta da extensão da gravidade dos fatos. Martha nunca teve a chance de ao menos experimentar um vestido de noiva porque é negra. Isso a deixou chocada, mas também a motivou a realizar o sonho da matriarca, organizando a ocasião como um evento digno de recordação.

Mesmo sabendo que não compraria o vestido, os funcionários da loja fizeram questão de levar o momento a sério, e explicam que ficaram muito chateados quando descobriram que o motivo tinha a ver com racismo. Enquanto andava pelo local, Martha apontou para um modelo específico no manequim e disse que seu nome estava gravado nele, e assim que o provou, sentiu que o sonho havia finalmente se tornado realidade.


4 4 Aos 94 anos ela realiza o sonho de casar com vestido que nao podia comprar ha 70 anos

Direitos autorais: reprodução Facebook/Angela J D Strozier.

4 5 Aos 94 anos ela realiza o sonho de casar com vestido que nao podia comprar ha 70 anos

Direitos autorais: reprodução Facebook/Angela J D Strozier.

Assim que se olhou no espelho, conta que não conseguia acreditar no que estava vendo, e chegou a perguntar quem era aquela pessoa que a estava encarando. Durante a entrevista, ela frisa que não consegue explicar o que sentiu naquela ocasião. Todos os familiares, funcionários e demais clientes pararam o que estavam fazendo para admirar Martha, com muita emoção.

Todos os presentes disseram que a experiência foi extremamente comovente e que Martha estava deslumbrante no vestido de noiva com que tanto tinha sonhado. A maioria das pessoas também disseram que nunca vão esquecer aquele momento, sentindo-se marcadas pelo que aconteceu e profundamente tocadas.


Martha provou um segundo modelo e explica que ficou extremamente satisfeita com a experiência, sentindo-se como uma verdadeira noiva. Seu marido morreu em 1975, e ela diz que gostaria de ter entrado na cerimônia vestida daquele jeito, para que ele pudesse vê-la. Mesmo assim, ela conta que está feliz por ter conseguido realizar seu sonho e que sempre disse que só deixaria este mundo no dia em que finalmente se visse dentro de um vestido clássico de noiva.

Relação unilateral: 4 sinais de que você é o único se esforçando

Artigo Anterior

Os 4 signos mais dependentes, que não sabem ser felizes sozinhos!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.