Aplicativos de relacionamento e a autoestima:

Aplicativos de relacionamentos são um grande teste para a autoestima. Antes de buscarmos alguém é preciso buscar a nós mesmos!

No início, vem aquela esperança, milhares de rostos e perfis.

E como uma máquina de caça-níquel, você ali, esperando um Jackpot! Uma alma salvadora que nos tire do comum e nos salve da solidão.

“Estou ampliando a oportunidade de conhecer pessoas” é uma frase comumente ouvida. E de fato, assim seria, se não esbarrasse em um problema: a falta de contato!

Sim, nem sempre é fácil encontrar alguém pessoalmente. Mas ainda assim, quando acontece, há um cortejo e um envolvimento natural, que vai desde um olhar ao querer ficar juntos.

Mas os aplicativos não tem olhos, só fotos imóveis e estáticas e aí começa um problema.

Depois de muitas “curtidas” ou “negações”, na melhor peneira que você poderia fazer, quando está quase desistindo, você encontra alguém.

Novamente, surge a esperança, mas as expectativas nem sempre são equivalentes e muito menos a relação de cada um com o aplicativo. Você quer dialogar, saber tudo da pessoa, mergulhar na vida dela, mas se para você é um “jogo” sério para o outro é um passatempo.

Aí começam diálogos unilaterais, que levam dias para acontecer, monossilábicos ou que respondem unicamente perguntas, quase como uma programação robótica e automática. Isso se não for excluído antes por falar mais de duas frases por vez.

E aí no meio disso tudo, sua autoestima! Você deveria estar feliz por encontrar e conhecer alguém, mas tudo lhe mostra que nada mudou, continua no mesmo lugar. Ainda quando a conversa se desenvolve um pouco mais, ou chega a um encontro…

São dois estranhos tentando a aproximação, como se daria em qualquer outro lugar, sem garantias de sucesso ou ligação. Então é como se ganhássemos, algumas moedas para perdê-las de novo. Pode virar uma grande amizade e isso é ótimo, mas a princípio, não era essa a sua finalidade e fica um gostinho de prêmio de consolação.

Aplicativos de relacionamentos são um grande teste para a autoestima. Antes de buscarmos alguém é preciso buscar a nós mesmos! Para que qualquer coisa que façamos seja complemento e consequência, nunca a causa. Não é errado tentar, mas antes tente estar bem consigo mesmo.

Senão, ao invés de um encontro, estará dando um “match” contra si mesmo.

__________

Direitos autorais a imagem de capa: lentolo / 123RF Imagens



Deixe seu comentário