publicidade

Após 10 anos nas ruas, cãozinho com duas patas é resgatado. Seu sofrimento acabou!

Quando encontraram o pequeno Bobb, acharam que ele não resistiria; a extensão dos seus ferimentos surpreendeu a todos, mas ele era um lutador e não desistiu.



O abandono de animais é capaz de deixar qualquer indivíduo triste e inconformado. Qualquer bichinho que fica na rua está sujeito à pior das negligências: da vida! Sem a possibilidade de se alimentar corretamente, tendo de revirar lixeiras, sem ter onde dormir, beber água fresca e até mesmo sem receber nenhum tipo de atenção, esses pequenos vão ficando fadados à completa solidão.

Alguns animais desenvolvem doenças graves, ferem-se e precisam de atendimento veterinário urgentemente, mas sem o cuidado apropriado, são relegados à própria sorte. Muitos acabam, infelizmente, perdendo a vida, enquanto aguardam uma alma bondosa para livrá-los do vazio do abandono.

Em Los Angeles, na Califórnia (EUA), um caso deixou todos em completo estado de choque: um cãozinho, com duas patas extremamente feridas, foi resgatado completamente machucado.

A equipe que se encarregou de seus cuidados acredita que o animal tenha ficado nas ruas por cerca de 10 anos, já que, aparentemente, nunca havia recebido nenhum tipo de cuidado.

A equipe do Animal Control, de San Diego, percebeu que era preciso amputar as patas machucadas do cãozinho. Os ferimentos provavelmente aconteceram após algum atropelamento, e o pelo do animal, como nunca havia sido cortado, bloqueou a circulação sanguínea no local, o que colaborou para o diagnóstico.


Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Deram-lhe o nome de Bobb e decidiram compartilhar sua história localmente, para que as famílias pudessem ajudar com doações. Imediatamente, uma família se apaixonou pelo cãozinho e quis adotá-lo. Dois dias depois do primeiro contato, acharam que seria muito bom que ele começasse sua recuperação na casa desse casal amoroso, o que poderia acelerar sua melhora.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Bobb passou a integrar uma família que ainda tinha dois huskies siberianos e dois gatos, e uma semana se passou na mais completa alegria entre todos os membros.


Ele recebia toda atenção que nunca havia ganhado, era bem tratado e descansava bastante, o que surtiu efeitos nos exames, já que os veterinários constataram que as patinhas, onde houve a amputação, se recuperavam muito bem.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Infelizmente, o casal que tinha se apaixonado pelo pequeno abandonado estava se mudando para o Colorado, e como Bobb ainda não havia sarado totalmente, ele teve de voltar para onde estava antes.

A família queria muito a presença do cãozinho, e não desistiu nem sequer um minuto dele, já que sempre viajava para visitá-lo e fez o pedido formal à administração para que toda a parte burocrática fosse resolvida.

A diretora da organização logo concordou em arrumar a papelada. Enquanto isso, Bobb era levado para visitar casas de acolhimento de pessoas com deficiência, crianças com deficiência e até pacientes oncológicos. Essa experiência foi relatada por todos como muito agradável, ele devolvia a vida e a felicidade por onde passava.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Infelizmente, pouco antes de conseguir se mudar para a casa da família que queria adotá-lo, Bobb teve uma grave infecção na boca, resultante da falta de cuidado com seus dentes ao longo dos anos. O prognóstico não era bom, e todos começaram a se preparar para o pior. Ele já não tinha todos os dentes, e após essa infecção, precisou remover outros.

Como um milagre, o pequeno cãozinho foi se recuperando rapidamente, e logo estava saudável para se mudar para a casa de sua nova família. Sua nova dona fez questão de ir buscá-lo, e eles fizeram uma viagem de avião para chegar em casa, um local cheio de carinho e amor.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Bobb foi cuidado como nunca, tratado como um filho. Seus novos donos e o lar que tinham fizeram com que o peludo se sentisse finalmente acolhido, o que o transformou totalmente. Aquele miúdo extremamente doente virou um cachorro cheio de energia, que não para um só segundo.

Não ter duas patinhas inteiras nunca atrapalhou sua vida. Bobb não pôde receber próteses, porque isso lhe provocaria dor, por causa de seu problema de saúde, mas isso não mudou em nada seu bem-estar.

Finalmente teve uma vida agradável ao lado de pessoas que se importavam com ele, e deixou um legado. Pessoas do mundo todo souberam de sua história, e muitas lhe enviaram mensagens de amor e carinho, porque acreditavam que ele era um exemplo de luta e superação, mas, acima de tudo, de nunca desistir de ser feliz.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Que linda história!

Compartilhe-a nas suas redes sociais e comente abaixo o que acha.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.