Comportamento

Israel experimenta queda de 60% na internação de idosos após a 1ª dose da vacina Pfizer

capa apos primeira dose da vacina 1

Uma porcentagem impressionante! Saiba mais sobre a vacinação no país!



Com a liberação de uso emergencial das vacinas contra a covid-19, vários países começaram a vacinação em busca de proteger a população o quanto antes contra o coronavírus.

Um dos países incluídos nessa lista é Israel, no Oriente Médio, que começou a imunizar a população com a vacina Pfizer-BioNTech há pouco mais de um mês. Em seu cronograma de vacinação, os grupos prioritários incluem profissionais de saúde e idosos e, nesse segundo grupo, os resultados são bastante positivos.

Conforme apurado pela Veja, o Ministério da Saúde de Israel informou, na segunda-feira (25), que o país experimentou queda de 60% no número de internações da população idosa após o início da vacinação, em 20 de dezembro de 2020.


Israel, um dos primeiros países a iniciarem a imunização em massa, tem o maior número de pessoas que receberam pelo menos a primeira dose da vacina.

A revista também informou que cerca de 40% da população já foi vacinada, o que torna o país líder na imunização contra a covid-19. Além disso, há fortes indicativos de queda significativa no número de casos de pessoas contaminadas.

O jornal The Times of Israel divulgou números do Instituto Maccabi Healthcare Services, que mostram que, 18 dias após a população começar a receber a primeira dose, as hospitalizações começaram a diminuir no país.

Na última semana, Israel começou a ampliar a vacinação. Segundo o portal G1, no último sábado (23), pessoas com 40 anos ou mais começaram a receber a dose e no domingo (24), a vacinação foi estendida a jovens de 16 a 18 anos.


O objetivo dessa medida é permitir que os adolescentes tenham segurança nas provas e vestibulares.

No momento, Israel está vivendo o terceiro lockdown, com o objetivo de conter o avanço do contágio no país; as autoridades esperam reabrir a economia em fevereiro.

No Brasil, onde a campanha de vacinação começou em 17 de janeiro, já são mais de 604.722 doses aplicadas, segundo dados divulgados na manhã de segunda-feira (25). Segundo o R7, esse número coloca o país na 16ª posição no ranking de vacinação.

O líder do ranking mundial são os Estados Unidos, com 20,54 milhões de doses aplicadas. O país também está em primeiro lugar em quantidade de infectados e mortos pelo vírus.


Compartilhe a notícia em suas redes sociais!

Mulher troca marido por enteado e tem filho com ele: “Amo e sou amada”

Artigo Anterior

Covid-19: homem com síndrome de Down, que foi abraçado por enfermeiro, piora e família tenta vaga em UTI

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.