Animais

Após DNA, técnica de enfermagem prova que é dona de cachorra e luta por devolução

capa site Apos DNA tecnica de enfermagem prova que e dona de cachorra e luta por devolucao
Comente!

Catiene Oliveira precisou recorrer à justiça para tentar reaver sua shih-tzu chamada Chewie, que fugiu de casa há cerca de três anos.

Os animais domésticos fazem parte de nossas famílias, são considerados, em inúmeros momentos, até mais importantes que alguns parentes. Capazes de oferecer amor, atenção e afeto, os pets enriquecem nossa passagem, tornando os dias mais bonitos e as histórias ainda mais completas.

Quando pegamos um animal para fazer parte de nossas rotinas, acabamos inserindo-o na dinâmica da casa, sendo um extremo privilégio chegar em casa e nos deparar com o querido amigo nos esperando, ansioso pela nossa companhia. Infelizmente, em muitos casos, pode acontecer de o companheiro peludo fugir de casa num momento de distração, colocando em risco a saúde e o bem-estar deste que tanto amamos.

Um caso que aconteceu em São Carlos, no interior de São Paulo, vem chamando a atenção do público e da mídia. A técnica em enfermagem Catiene Aloa da Silva Oliveira, também chamada carinhosamente de Cacau, está travando uma dura batalha para ter de volta sua shih-tzu chamada Chewie, que fugiu de casa há cerca de três anos.

De acordo com reportagem do G1, Cacau descobriu pelas redes sociais que a cachorrinha estava morando em um bairro próximo, com outra pessoa, e até entrou na justiça, pedindo um exame de DNA com o filho de Chewie para provar que ela era sua. Até o momento, ela não conseguiu reaver a peluda, já que a mulher que está com ela sumiu.

Chewie passou a fazer parte da família de Cacau quando tinha apenas 45 dias de vida, doada por uma amiga que queria ajudá-la a superar a perda de outra cachorrinha da família. Foram dois anos de muita cumplicidade. Ela inclusive teve filhotes e os membros da casa decidiram ficar com um.

Porém, em outubro de 2018, quando tinha apenas 2 anos, Chewie fugiu de casa, no bairro Bela Vista. Cacau conta que no dia em que tudo aconteceu, saiu atrasada para o trabalho, e acredita que tenha deixado o portão um entreaberto, o que teria motivado a saída de sua cachorrinha, tentando ir ao seu encontro. Mas como tudo foi rápido demais, a técnica em enfermagem imagina que a cachorra não tenha tido tempo de encontrá-la.

2 Apos DNA tecnica de enfermagem prova que e dona de cachorra e luta por devolucao

Direitos autorais: reprodução/ EPTV.

Cacau só percebeu que a companheira tinha sumido quando voltou para casa, no fim do expediente, pois Chewie não foi recebê-la ao portão, como sempre fazia. Toda a família resolveu ajudar em uma campanha nas redes sociais em busca da shih-tzu, além disso, também passou semanas procurando nas ruas, em busca de qualquer sinal ou vestígio.

Um ano e meio atrás, em meio à angústia de não saber o que tinha acontecido com sua cachorrinha, as campanhas na internet surtiram efeito, e uma mensagem nas redes sociais mudou o rumo da procura. O perfil era falso, sem nenhum tipo de identificação, e a mensagem dizia que quem tinha pegado Chewie era uma mulher, que sabendo que o animal tinha dono, resolveu mudar suas características, tosando seu pelo de um jeito diferente.

3 Apos DNA tecnica de enfermagem prova que e dona de cachorra e luta por devolucao

Direitos autorais: reprodução/ EPTV.

A nova tutora, chamada Gabrielle Sigoli, também mudou o nome da cachorrinha para Pandora. Quando recebeu a notícia, Cacau contou que ficou com o coração partido, principalmente porque estava havia meses em busca de sua companheira, e mesmo sabendo dessa angústia, a mulher preferiu ficar em silêncio. Mesmo assim, a mensagem nas redes sociais deu ainda mais motivação para continuar a procura porque, depois de mais algum tempo de investigação, descobriu onde a mulher morava, então foi atrás de Chewie.

Infelizmente, a técnica em enfermagem não conseguiu sequer ver a cachorrinha, pois Gabrielle informou que o animal não estava ali naquele momento, mas no dia seguinte a entregaria sem problema algum. Triste e em prantos, Cacau preferiu acreditar na mulher, mas quando voltou no dia seguinte, descobriu que a casa estava fechada e a nova tutora tinha sumido.

Sem outra solução, Cacau entrou na justiça, que expediu o mandado de reintegração de posse de Chewie para a técnica de enfermagem, no dia 15 de dezembro. Para comprovar a história, o juiz pediu um exame de DNA e que comparassem amostras do filho de Chewie, Luck, com a da cachorra que estava com Gabrielle.

4 Apos DNA tecnica de enfermagem prova que e dona de cachorra e luta por devolucao

Direitos autorais: reprodução/ EPTV.

Mesmo com o resultado positivo, o oficial de justiça não encontrou ninguém na casa quando foi buscar Chewie, e no trabalho, a equipe disse que Gabrielle teve uma emergência e precisou ir embora.

Cacau percebeu que o animal não era Chewie e protestou. Somente na segunda tentativa, o exame foi realizado e demonstrou o vínculo genético da cachorra com Luck, comprovando que a peluda que estava com Gabrielle era mesmo Chewie. A defesa da mulher pede outro exame de DNA e alega que, nos últimos três anos, ela e Pandora estabeleceram laços afetivos, mas o juiz negou o pedido.

A técnica em enfermagem explica que esses três anos foram uma tortura emocional, mas que sente que está cada vez mais perto o momento em que vai finalmente se reunir com Chewie.

Comente!

Atleta trans é ameaçada após ir em formatura de namorado militar

Artigo Anterior

Ela foi ajeitar as sobrancelhas e chorou com o resultado. Compararam-na com o Mr. Bean

Próximo artigo