Pessoas inspiradoras

Após pedido falso, hamburgueria distribui lanches para moradores de rua: “Retribuir o mal com o bem”

A hamburgueria recebeu um trote, que também era o pedido mais caro da noite. Ao invés de ficar chateado com a situação, Lucas decidiu fazer o bem!



A pandemia do novo coronavírus tem agravado a insegurança alimentar no Brasil. A crise sanitária, em consonância com a crise econômica, revela dados chocantes, segundo o Inquérito Nacional de Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan).

Nos últimos meses de 2020, mais da metade dos domicílios brasileiros tiveram algum grau de insegurança alimentar.

O número deixa qualquer um em estado de alerta e confirma as sondagens que já vinham sendo feitas no ano passado, cerca de 55% dos lares brasileiros, ou 116,8 milhões de pessoas, passaram por algum nível de insegurança alimentar no fim de 2020, sendo que 9% conviveram com insegurança alimentar em nível grave, ou seja, passaram fome.


Como a coleta de dados foi feita na primeira quinzena de dezembro de 2020, especialistas acreditam que os números apresentados hoje seriam muito piores, já que na época ainda tinha o auxílio emergencial.

Em entrevista ao site Agência Brasil, Renato Maluf, presidente da Rede Penssan, afirma que esse resultado é fruto da pandemia e da inexistência de políticas públicas que melhorem a condição de vida das famílias brasileiras mais vulneráveis.

Em Patos, na Paraíba, um caso que poderia apenas ser encarado como triste virou motivo para boa ação e conscientização. Lucas Natan, proprietário da lanchonete Apollo Burger’s e Cuscuz, recebeu um trote que causou desconforto e insatisfação, mas também foi motivo para ajudar quem mais precisava.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@_apollo.burgers.


No dia 21 de fevereiro, o estabelecimento funcionou até 4h50 da manhã, um recorde de funcionamento para a equipe, e o último pedido foi o mais caro da noite. A cozinha já havia encerrado seu trabalho, mas Lucas decidiu atender a esse último pedido, eram quatro hambúrgueres especiais, da linha Premium, feitos com muito carinho e, como o proprietário afirma, extremamente bem montados.

Depois de trabalhar a noite toda e, mesmo não devendo aceitar aquele pedido por questão pessoal, os quatro lanches foram muito bem executados e saíram para entrega, mas o cliente não recebeu o pedido.

Lucas explica que a casa demorou apenas 37 minutos entre o preparo dos lanches e sua entrega, dentro do prazo estipulado. A equipe ligou para três números diferentes, enviou mensagens no aplicativo WhatsApp, mas ninguém apareceu para pagar o pedido.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@lucas.natan129.


O entregador, infelizmente, teve de retornar para o local com os produtos. Lucas marcou os lanches como cancelados no aplicativo de entrega e, embora a situação fosse extremamente frustrante, ele decidiu ressignificar aquele momento e fazer algo bom com aquele descaso. Lucas entrou em seu carro e distribuiu os quatro lanches para pessoas em situação de rua, que encontrou pelo caminho.

 




Ver essa foto no Instagram


 

Uma publicação compartilhada por APOLLO BURGER’S E CUSCUZ (@_apollo.burgers)

Em sua publicação no site da lanchonete, o proprietário explica que o intuito não era se promover, mas mostrar que algo de bom podia ser tirado daquela situação. Ele decidiu retribuir o mal que recebeu fazendo o bem, para quatro pessoas diferentes.

No fim do ano passado, a lanchonete já havia doado cerca de 12 lanches para pessoas em situação de rua, fornecendo-lhes uma refeição na época natalina. O que achou desse exemplo? Comente abaixo e compartilhe o texto nas suas redes sociais!

O último desejo da professora emocionou a todos: “Não flores, mas mochilas cheias de material escolar”

Artigo Anterior

Cãozinho encontrado no meio do lixo, completamente mordido, ganhou novo lar. Salvaram sua vida!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.