Aprenda com a sensibilidade dos animais



Muitos fenômenos e fatos misteriosos intrigam a ciência a respeito da capacidade sensitiva dos animais. 

A biologia esclarece que os animais têm uma capacidade incrível de detectar mudanças de vibrações pela pele, por eletrorrecepção. Alguns escutam a atividade sísmica, outros têm quimiorreceptores. Cobras, por exemplo detectam moléculas odoríferas; já os aquáticos detectam o rastro hidrodinâmico; aranhas detectam a radiação ultravioleta; abelhas detectam mudanças magnéticas e besouros detectam a radiação infravermelha.

Segundo a ciência, os animais conseguem prever catástrofes. Isso porque estão atentos para perceber, por exemplo, que antes de um terremoto, as placas tectônicas liberam gás com íons positivos, que são átomos carregados eletricamente, provocando até alterações nas ondas de rádio na atmosfera, o que agita os mamíferos e aves, levando-os a abandonarem a área de risco.

Mas será que essas capacidades afloram a percepção entre mundos paralelos?

Segundo a teoria do cientista Hartle Hawking, existem muitos mundos como o nosso vivendo em sociedades, infinitos universos com infinitas variações em suas leis físicas.

Então, se o campo de um indivíduo de uma outra realidade pudesse transitar paralelamente na nossa dimensão, alguns animais poderiam facilmente detectá-los, por meio de suas capacidades sensoriais mais evoluídas que a nossa?



O que sabemos por senso comum é que cães preferem descansar em lugares com boas vibrações, e, ao detectarem seres mais densos, os mesmos se alteram para protegerem seus donos!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens/romangorielov.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.