publicidade

Aprendendo a fazer a autolimpeza energética…

Prezados, este artigo tem a intenção de ensinar uma técnica simples para fins emergenciais, ou seja, para aqueles momentos em que somos alvos de ataques ou contaminações energéticas e espirituais e estejamos, por qualquer motivo, impossibilitados de acessar ajuda especializada.



Primeiro é preciso diferenciar o que é físico, energético e ou espiritual.

Para exemplificar alguns sinais de ataques ou contaminações energéticas/espirituais, cito abaixo os principais:

– dor de cabeça.

– irritação, nervosismo repentino, sem motivo aparente.


– peso na nuca e ombros.

– maxilar travado, tenso.

– dor de estômago (como de um murro)


– por vezes, até vômito.

– pensamentos negativos intensos.


Então, vamos à prática:

– Sente-se, (pode ser em uma cadeira ou no chão).

– Se houver disponibilidade pode usar uma música suave de relaxamento ou ter uma fonte de água corrente (tipo de fontes decorativas), porém, só a nível de opção.

– Deixe um copo com água ao seu lado (para beber no final do procedimento).

– Feche os olhos, ponha as mãos sobre os joelhos com as palmas voltadas para cima.

– Abra sua tela mental e visualize-se em uma floresta fechada e caminhando por ela, afastando galhos e cipós, ouvindo barulhos de galhos secos se quebrando, enquanto caminha, continue caminhando e você já começa a ouvir pássaros, sentir o cheiro do mato, o cheiro da água e sentir a umidade, o barulho de um rio correndo mais adiante.

Continue caminhando e você já verá esse rio de águas límpidas e cristalinas correndo entre as pedras.

Entre neste rio, com água até os joelhos e lave as mãos, os braços, o rosto, jogue água no topo de sua cabeça e então beba desta água saciando sua sede.

Continue caminhando pela margem desse rio subindo a correnteza, você já conseguirá ouvir o barulho da cachoeira ao longe.

Caminhando um pouco mais, você vê a cachoeira linda, exuberante, refrescante e se alegra.

Vá chegando na piscina natural que se forma após a queda e mergulhe, sinta o frescor que isso te traz.

Vá em direção a queda e posicione-se logo abaixo desta cachoeira e deixe que a água bata diretamente no topo de sua cabeça e você sente a água escorrendo por seus ombros e descendo o rio.

Deixe que a água da cachoeira lave, dissolva, desintegre, desagregue toda e qualquer energia negativa que não lhe pertence, que desça rio abaixo.

Conforme a água lava seu corpo, também a sua alma e seus corpos sutis vibram em sintonia com essa energia da natureza,

Leveza, frescor, clareza mental e bem-estar começam a dominar sua mente e corpo físico, trazendo uma sensação de reabastecimento de boas energias que causam alegria.

Quando se sentir saciado e em pleno equilíbrio e bem-estar, saia desta cachoeira e, aos poucos, caminhe para a margem do rio, sentando-se numa pedra e sentindo o sol também o renovando e energizando.

Vá aos poucos abrindo os olhos, trazendo a mente ao local onde se encontra. Ainda sentado (a) tome o copo de água que você havia reservado e sinta que esta é a água da cachoeira que você visitou.

Faça várias respirações profundas (quantas sentir necessário), inspirando pelo nariz e expirando pela boca, lentamente, lembre-se do cheiro da mata pela qual você caminhou.

Recomendo fazer uma prece de agradecimento pela assistência recebida (pode ser um pai nosso ou outra de sua preferência).

Levante-se recomposto (a), energizado (a), saudável, animado(a) e pronto( a) para dar continuidade a suas atividades diárias.

Visite sempre esse lugar de paz, equilíbrio e harmonia que Deus criou na terra e que você, abençoadamente, recebeu a oportunidade de desfrutar para se reequilibrar.

Sejam felizes!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: pramotephotostock / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.