Aprender a ouvir nos liberta e nos apresenta a um novo mundo

Já se percebeu em uma conversa com alguém à sua frente, e quando se deu conta você estava falando sem parar? Você se lembra em qual momento a interrompeu?

Já se perguntou porque interrompemos tanto as outras pessoas?

Nossa história não deve ser mais importante sempre

Quando interrompemos outras pessoas é um sinal de que, na verdade, não estamos ouvindo. Não estamos prestando atenção ao que elas estão dizendo, e buscamos em nossa cabeça algo para confrontar aquela nova ideia, criando objeções, argumentos ou até mesmo algo que em nossa vida possa ser uma história melhor a que deveríamos ouvir naquele momento.

Hábitos como esse nos impedem de aprender, de conhecer algo que talvez não tenhamos outra oportunidade de explorar. Interromper as pessoas o tempo todo, mostra falta de interesse pela história e pela experiência que os outros viveram, diminuindo nossas oportunidades de relacionamento e aprendizado.

Interromper a todos, o tempo todo, mostra um grave problema que enfrentamos nos dias de hoje: a dificuldade de ouvir.

Aprender a ouvir é algo libertador

Quando conseguirmos parar, respirar, ter a calma e paciência suficiente para ouvir outras pessoas, passamos a visualizar o quanto podemos aprender em momentos que não imaginávamos ser possível.

Ouvir as histórias e opiniões de outras pessoas é, além de uma demonstração de respeito, um gesto de carinho e confiança com quem está compartilhando algo conosco.

Aprender a ouvir nos liberta e nos apresenta a um novo mundo, repleto de detalhes e novos horizontes. Um mundo mais calmo onde não precisamos sempre gerar discussões, onde não é necessário trazer mais e mais informações a todo momento e, assim, ouvindo mais, poderemos passar a apreciar novas conversas e novos momentos.

Quem você vai ouvir hoje?

Abraços e boas escolhas!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / viktoriiazarubina



Deixe seu comentário