Aprender com os erros é essencial para sua evolução. Leia atentamente e entenda melhor…

Como você encara as suas falhas? Elas servem para provocar melhorias ou apenas geram frustrações? Neste post, trataremos da importância de aprender com os erros. Por meio de grandes lições, mostraremos como você pode abandonar as queixas e os sentimentos negativos para tirar o melhor proveito possível das situações adversas.

A proposta é que você aceite que não existe perfeição nem ninguém que é imune aos tropeços. No entanto, as pessoas bem-sucedidas conseguem aprender muito com cada falha cometida e valorizam esse ensinamento. É possível se beneficiar com os equívocos cometidos durante a jornada e vou lhe mostrar como fazer isso.

Tomar nota dos tópicos deste texto e tentar aplicá-los é o primeiro passo para progredir. Tenho certeza de que você será capaz de aproveitar as recomendações. Acompanhe!

Aceite o erro

Quando uma falha é cometida, aplicar uma atitude defensiva é a pior coisa a ser feita. Em vez de assumir o erro, o ser humano tem a tendência natural de procurar justificativas, identificar outros culpados e, de modo geral, se proteger. Mas, para realmente aprender com os erros, é necessário assumi-los e encará-los de frente. Chega de procurar terceiros ou jogar a responsabilidade no destino! Enfrente as consequências com humildade e tire uma grande lição delas. Isso fará você crescer.

Caso alguém, por conta do seu equívoco, tenha sido prejudicado, não demore a se redimir. Que tal romper a inércia e pedir desculpas? O efeito do diálogo sincero, sinalizando arrependimento, é transformador. Em seguida, analise o que pode ser feito para reparar a situação, mesmo que somente seja possível mudar a conduta para não repeti-la.


Faça uma autoanálise da situação

autoanálise é o processo de compreensão da própria personalidade e das razões internas que levaram ao erro. Refletir profundamente sobre a situação fará com que você possa identificar, de maneira profunda, os motivos da falha. Quando há o esforço para entender, de forma ampla, os resultados negativos de uma ação, o movimento de mudança encontra terreno fértil. Dessa forma, será possível alterar comportamentos para que resultados diferentes aconteçam no futuro.

Aceite essa recomendação como um convite para a autorreflexão. Quando errar, permita-se parar por alguns momentos, olhar para dentro de si, estabelecer correlações da ação com características suas e identificar, exatamente, o que precisa ser alterado. Essa atividade é mais fácil e esclarecedora do que você imagina. Experimente!


Perdoe a si próprio

É crucial que você entenda que ninguém está imune aos erros. Pare de sofrer por conta disso. O que realmente importa é o presente e os reflexos dele no futuro. Falhas podem causar incômodo — e isso é natural —, principalmente quando você entra em um cenário que lembra o erro. No entanto, faça um esforço para não pensar no que já aconteceu, deixando para trás atitudes e decisões equivocadas.

Vamos fazer um acordo? Quando o sentimento de culpa bater à sua porta, olhe para frente e busque fazer as coisas da melhor forma possível. No decorrer do processo de crescimento de todo o ser humano, perdoar a si próprio é essencial na caminhada. A empatia é transformadora. Por meio dela, você consegue se colocar no lugar do outro e sentir compaixão quando ele comete falhas, certo? Então, por que não praticar o mesmo sentimento consigo? Perdoe-se e siga em frente. O amanhã é promissor.


Viva sem medo de falhar

Desde criança aprendemos que errar é ruim e que, por isso, é necessário evitar a falha a qualquer custo. Essa crença é responsável por provocar sofrimento frente à imperfeição humana. É hora de romper com esse paradigma. Podemos aprender com os erros e tirar grandes lições deles. Não somente eles despertam um movimento para que você se torne uma pessoa melhor, como lhe tiram da zona de conforto, fazendo-o repensar o lugar que ocupa hoje.

Quem sabe a situação o instigue a dar o primeiro passo rumo ao seu maior sonho? Para viver de forma positiva, feliz e próspera, é necessário que você se aceite como um ser incompleto, em constante transformação, disposto a tirar grandes lições de cada experiência. O privilégio da liberdade em falhar é seu. Aproveite-o! Contudo, não ignore a oportunidade que ele lhe dá para crescer.


Evite se comparar com outras pessoas

Cada pessoa é dotada de inúmeras habilidades e também de alguns defeitos. O conhecimento de mundo, o repertório e o conjunto de competências são o resultado de escolhas e caminhos percorridos até o presente. Desista de querer alcançar a perfeição ou se dar bem em tudo. Isso é impossível. Valorize o que acumulou durante a caminhada e as suas principais conquistas. O parâmetro do sucesso não está no outro. Ele é fixado conforme as metas e projetos determinados por você.

Quando errar, não pense que a falha é grande porque determinada pessoa foi bem-sucedida em uma situação semelhante. Existem inúmeras oportunidades e, com certeza, algumas delas poderão ser aproveitadas mais à frente. Olhe quantas conquistas estão presentes no seu histórico. E acredite: muitas outras estão por vir. Não há nenhum problema se, por vezes, alguém se sair melhor. Faça do erro uma alavanca que o impulsione a melhorar e a tomar grandes decisões.


Pare de reclamar

Deixe as frustrações de lado. Ficar relembrando o erro limitará a sua confiança e impedirá que você gaste toda a sua energia com a criatividade. Enquanto formula queixas elaboradas para situações passadas, a armadilha do perfeccionismo estará bem perto. As reclamações drenam a felicidade que pode preencher o seu interior. Em vez de fazê-las, liste possíveis oportunidades e invista nelas. O planejamento e o desejo de progresso melhoram o humor e a convivência. Afinal, ninguém gosta de ter por perto uma pessoa que só reclama o tempo todo, não é mesmo?

Os erros não determinam quem você é. Abandone as lamentações, tornando-se mais forte por meio do aprendizado proporcionado. Dessa forma, você entenderá como aprender com os erros é essencial para a sua evolução.

Esperamos ter ajudado nesse entendimento e também o motivado a dar o primeiro passo rumo a uma vida melhor. Você está disposto a fazer isso agora mesmo?

Para continuar aprendendo sobre o assunto, leia o nosso outro artigo que trata sobre a gratidão de sermos quem somos hoje. Boa leitura!


Direitos autorais da imagem de capa: Rock  Content



Deixe seu comentário