Aprendi a me respeitar e não devo nada a ninguém!

3min. de leitura

Aprendi a me respeitar e não devo nada a ninguém. Conto com Deus, que me traz alento em qualquer momento.

Se hoje estou de pé é porque com certeza eu fiz força para levantar. Com certeza muitos não viram minhas noites de insônia, meus silêncios misturados em angústias, minhas decepções estampadas em algum outdoor pelo caminho.



Ninguém me viu andando de um lado para o outro, buscando resposta para o que já era evidente e nítido, mas que o coração não soube enxergar.

Se eu estou de pé e estou aqui, sem vergonha de dizer isso, é porque me sinto vencedora. Vencedora do tempo, das lutas, das manhãs que me jogaram pra fora da cama, empurrando-me para o outro dia e me ajudando a esquecer de muita coisa e a tocar a vida, sem relutar tanto com o desejo de sumir.

Quem se ajuda, volta para o cotidiano com certas ressalvas, mesmo sabendo que para quem segurou o mundo, um coração mais leve é festa, alegria, agradecimento.


Eu estou assim. Onde não caibo não me aperto, onde não sou bem recebida, eu me afasto. Onde não existe amor, vou, sem volta. Onde me desejam o mal, oro e afasto essa névoa escura que tentam colocar sobre mim.

Eu não faço mal a ninguém. Mas já subi no salto, já disse muita coisa que estava engasgada no coração. Limpei os poros, esvaziei o copo e depois silenciei, tão profundamente, como quem pede perdão por ser humana e forte, quando tentam fazer mal a mim.

Eu aprendi a me respeitar e não devo nada a ninguém. Quem me olha não sabe de nada. Não sabe um terço das coisas que precisei abrir mão, das coisas que, com o coração partido, deixei ir.

Não, ninguém sabe de nada. Mas eu já virei muita página, já apaguei muita gente da memória. Já comi o pão que o diabo amassou.


Eu conto comigo, com Deus, com a espiritualidade que me traz alento em qualquer momento,

Hoje vou assim, comigo, com meus passos, com aquilo que eu acho que dá para contribuir.

Só não me julguem pela capa. Por dentro tem muita coisa que ninguém leu, ninguém sabe, ninguém viu.

Sil Guidorizzi

________

Direitos autorais da imagem de capa: ferli / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.