ColunistasReflexão

Aprendi a ser forte quando minha única opção era essa!

APRENDI A SER FORTE

Aprendi a ser forte quando a minha única opção era essa.



Quando a minha sobrevivência só dependia de mim.

Quando tive consciência de que a minha felicidade era responsabilidade exclusiva.

Quando eu já não tinha mais ninguém…


Aprendi a ser forte quando tive que encarar de frente o meu maior medo: a solidão.

Aprendi a ser forte quando dei de encontro ao meu orgulho e tive que lutar: ou eu ou ele.

Aprendi a ser forte quando precisei destruir meus antigos padrões e convicções para me transformar.

Aprendi a ser forte quando, sozinha, fui construindo minha vida.


Aliás, aprendi a ser forte quando consegui identificar que já estava vivendo, não apenas sobrevivendo.

Aprendi a ser forte quando a solidão já não era um medo, era um prazer só meu.

Aprendi a ser forte quando corri atrás dos meus sonhos, quando entendi que a realidade é dura mas dou conta, quando parei de criticar e julgar os outros, quando os outros deixaram de ser necessidade para ser complemento.

Aprendi a ser forte quando pude olhar a vida com gratidão. Aprendi a ser forte quando as reclamações pararam e viraram ação.


Aprendi a ser forte quando a esperança se renovou e o caminho se abriu.

Aprendi a ser forte quando enfrentei a mim mesma e venho enfrentando dia após dia os meus monstros interiores.

Há medos, inseguranças, traumas… mas agora há também: força!


Amizade é valiosa! afaste-se dos interesseiros!

Artigo Anterior

Tenho medo de quem fala mal dos outros e pavor de quem elogia demais a si mesmo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.