AtitudeAutoconhecimentoPositividadeVida

Aprendiz de si mesmo!

20 razoes para praticar a meditacao blog sobre budismo

Que eu questione o meu eu para sempre poder tornar o melhor que posso ser.

É muito comum vermos pessoas inquietas em seu interno pelas coisas mal resolvidas em sua vida. É como se algo dentro dela gritasse de forma enlouquecedora para que alguma atitude fosse tomada. O que vale dar atenção ao fato de que a ação não consiste de maneira nenhuma no ambiente externo e sim ali mesmo, de onde surge essa inquietação, no interno.

É preciso rever todos os valores constantemente para que sempre possamos nos graduar em nossas emoções.

Tudo que aconteceu e tudo que está acontecendo o tempo todo fica registrado em nosso subconsciente.

Imagine quantas informações temos em nossa mente? Somos uma máquina fantástica que pode usar todas essas janelas de memória para somar em evolução ou em fracasso. É exatamente por esse motivo que temos essa necessidade de reprogramar diariamente aquilo que já não proporciona nenhum efeito positivo em nossas vidas.

Existem infinitas informações aplicadas e implantadas consciente ou inconscientemente que nos travam diante das oportunidades. São essas pequenas coisas capazes de nos tornar infeliz por longas datas ou até por uma vida inteira se não trabalhada com consciencia e coragem.
As informações podem ter sido ensinadas, vivênciadas, assistidas, implantadas e etc., seja pela educação famíliar, pela educação escolar, pela convivência social, pelas lições da vida, pelos traumas ou pelos grandes medos conscientes ou não e etc..

O que se pode fixar é que

20-razoes-para-praticar-a-meditacao-blog-sobre-budismo

tudo pode ser ressignificado.

É muito claro que essa reprogramação mental é um processo delicado, longo e complicado quando não temos o auxilio de um profissional por termos mecanismos de defesa que nos bloqueiam onde distorcemos a realidade causando grande incomodo, conflitos internos e outros por causa da grande mudança, que geram a autossabotagem.

É preciso ter conhecimento sobre todos esses mecanismos e estar disposto diariamente a sempre questionar a si mesmo sobre o próprio comportamento. Ainda sim, é inevitável um deslize e, quando este ocorre, é preciso recomeçar e acreditar que logo se encontrará a força interna para se realizar.

É difícil, mas não impossível. É satisfatório e essencial aprender a ser o grande líder da sua própria mente.

A maioria das pessoas não acredita que as crenças, a educação, que os modelos de vida e da infância tem forte influência sobre nossas decisões tomadas no dia-a-dia, mas o peso que elas tem sobre a nossa vida é incalculável.

Se as ideias não forem bem analisadas, muito bem utilizadas ou até modificadas, vamos sempre estar andando em círculos esperando a graça da vida para nos presentear.

Ainda que, de forma ilusória, as pessoas acreditem que certas crenças são as corretas, tudo não passa de uma distorção causada pelo orgulho, pelo ego e pelo medo.

Reprogramar a si mesmo é mais que um trabalho diário, é uma obriga

visto que muitas das coisas que acreditamos são formas incorretas e que não geram sucesso. Mas aonde está o problema em corrigí-las?

Existem, por trás de toda zona de conforto, os ganhos secundários.

1UMA

E esse é outro ponto que podemos observar com atenção que nos desvia do caminho da felicidade.

Ter consciência de que esses ganhos são nada comparados a grande compensação de responsabilizar-se é o grande passo para a vitória interna. É só tentar imaginar tudo que se pode ter como consequência pós tornar-se o grande autor de sua história.

Todos somos aprendizes e podemos nos aperfeiçoar. Basta estar atento a agir da melhor maneira para que se possa fazer cada vez mais sem sobrecarregar-se, de forma natural, consciente e com amor no coração.

O mais importante é resolver tudo que ainda está pendente de forma inteligente e compreensiva. É necessário sempre policiar-se humildemente para haver a percepção dos próprios erros.

Nós somos os grandes responsáveis pela história de nossa vida e, creio eu, ninguém realmente deseja ser apenas uma vítima que se deita ao fracasso anunciando que já deu o seu melhor.

Surpreenda-se!

A vida e as pessoas não esperam nada, simplesmente seguem.T

oda felicidade está na trajetória, não no fim.

Quem faz o momento ser bom é quem está disposto a “topar qualquer parada e não parar em qualquer topada”. Portanto, torne-se o melhor que possa ser e seja a grande luz a sair iluminando e guiando seu próprio caminho.  

E ai, você está atento a si?

Beijo de luz e paz profunda!

Créditos: UniversoAfinidade

0 %