Há duas maneiras de encarar as coisas sentidas como “desagradáveis” na sua vida.



A primeira é sob uma ótica um tanto rígida, de como você acha que sua vida deveria ser…

de como você deveria se sentir…

de como as coisas deveriam estar acontecendo se tudo estivesse funcionando do jeito que VOCÊ ACHA que deveriam.


A segunda forma é sob a ótica da expansão da consciência

– a ótica de alguém que está em constante aprendizado sobre si mesmo e evolução.

As coisas são como são, não como você gostaria que fossem.

Você é como é, não como gostaria de ser – e cá entre nós, se nem você consegue ser como acha que deveria, como pode esperar/cobrar isso de outras pessoas e situações?


As coisas acontecem como acontecem;

a vida flui como flui, e não adianta você brigar com partes suas que são reveladas a cada vez que você se frustra.

2888709

Sim, algumas vezes você vai meter os pés pelas mãos, vai exagerar na dose de abdicação de si mesmo (para mais ou para menos).


Algumas vezes você vai agir como se estivesse dando tiros no próprio pé – e, ainda assim:

observe a possibilidade GRANDIOSA de aprender mais sobre si mesmo.

Em cada frustração reside um desejo.

Em cada decepção reside uma expectativa.


Em cada medo reside uma fragilidade.

Aproprie-se de si mesmo, de sua própria vida e, de uma vez por todas:

olhe para dentro, ao invés de se hipnotizar com o que acontece do lado de fora.

É dentro, sempre dentro.


tumblr_mhxkmcoWjf1qiwejfo1_500_large

A vida não acontece em nenhum outro lugar! 

Flavia Melissa – Bionergia, Saúde e Desenvolvimento Pessoal


Grandeza de espírito

Artigo Anterior

25 maneiras de aumentar a sua autoconfiança!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.