ColunistasReflexão

Aqueles que não conseguem mudar as suas mentes, não conseguem mudar nada!

O progresso é impossível sem mudança e aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada. site 1

“O progresso é impossível sem mudança; e aqueles que não conseguem mudar as suas mentes, não conseguem mudar nada.” – George Bernard Shaw



É necessário compreender que somos seres de passagem em uma parte ínfima do universo, e que essa passagem precisa valer a pena. Por várias vezes reclamamos da realidade em que vivemos, esbravejamos contra o atual, contra o corriqueiro e, ensandecidos por mudanças para que o mundo se torne algo que nós gostaríamos que fosse, questionamos e nos revoltamos.

O mundo é um reflexo da maioria dos seres humanos. Não existe verdade maior que essa. Se os seres humanos, em sua maioria, fossem dotados de justiça, impossível seria que o mundo não fosse justo, assim por diante.

Se partirmos do pressuposto que não somos o fim, mas o caminho, e, além disso, que não somos apenas os sofredores das consequências, mas seu próprio criador, percebemos que nossas atitudes começam a moldar o mundo ao nosso redor.


Mas, às vezes, nós nos pegamos em repetidos atos que sempre nos causam certa infelicidade no posterior. Por que mantemos a mesma conduta?

Se temos consciência de que algo nos incomoda e que esse algo é dotado de imperfeição, é patente que seja realizada uma mudança, primeiramente, em nossas vidas. Na mesma incoerência em que incorre um serial killer que deseja um mundo mais pacífico, também incorremos nós que, injustos, desejamos um mundo com mais justiça, desonestos, desejamos um mundo com mais honestidade, assim por diante.

É correto dizer que o ambiente nos modifica, no entanto, se nos sentimos infelizes com o ambiente que age sobre nós, é hora de modificar esse ambiente, o que só será possível com, primeiramente, uma mudança interna. O sábio age, o tolo reage. Se desejamos uma mudança no ambiente, ao invés de ser uma reação do ambiente, é necessário que sejamos uma ação nossa, nos modificar e depois modificar o ambiente ao nosso redor, espalhando a “boa nova”.

O progresso pessoal afeta o ambiente em que vivemos. Somos o autor de nossa história e o ambiente é reflexo de nossas atitudes. Podemos transformar o mundo ao nosso redor com uma direção correta de pensamento.


Pensamentos tornam-se ações, que por sua vez,  tornam-se hábitos, que se tornam seu caráter e que definirão o seu destino.

Não pode um ser que não se iluminou, iluminar seu semelhante, da mesma forma que não pode uma gazela ensinar como se caça, ou um leão ensinar como se voa. A iluminação deve ser primeiro individual, para depois se esparramar pelo mundo.

Desse modo, assumamos, portanto, que somos seres mutáveis e que a carne é apenas um instrumento de mudança para nossa alma, sendo que toda a mudança que queremos ver no mundo deve começar, inevitavelmente, em nós mesmos.

O desconforto que sentimos às vezes com a realidade é um sinal de que precisamos buscar algo que nos preencha e que seja realmente capaz de nos levar à felicidade, que somente poderá ser alcançada com a caridade e o amor, pois o ser humano, por mais que pensemos ter exemplos que indicam o contrário, nasceu para se inter-relacionar e semear o mundo com o bem.


O ser humano tem como essência a troca de amor; essa é a boa nova a se espalhar que pode mudar o rumo de tudo e progredir pessoas, grupos e nações.

Forte abraço e uma boa semana!

_________

 


Direitos autorais da imagem de capa: petunyia / 123RF Imagens

O amor enxerga a amplitude da alma…

Artigo Anterior

5 dicas para manter sua memória afiada:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.