Arrumar os filhos para a escola todas as manhãs equivale a mais um dia de trabalho por semana, de acordo com pesquisa



Todos os pais sabem muito bem o quão exaustiva pode ser a rotina de arrumar as crianças todas as manhãs para a escola. Fazer com que elas acordem no horário, driblar as manhas típicas, dar banho, escovar os dentes, pentear o cabelo, fazer com que tomem o mamá ou comam alguma coisa e cuidar para que não tenham se descabelado até a hora de sair de casa é um trabalho muito complexo, e realmente exaustivo.

No entanto, até os pais que mais sofrem com essa parte complicada rotina podem se surpreender ao saber que gastam mais tempo do que imaginam arrumando seus filhos todas as manhãs.

De acordo com uma pesquisa encomendada pela Kellogg’s, essas arrumações matinais equivalem a um dia a mais de trabalho por semana.

Foram entrevistados mais de 2 mil pais e mães que participam diariamente da rotina matinal dos filhos. A maioria deles revelou que muitas vezes, quando chegava às 11:00 da manhã, já sentiam que tinham realizado um dia inteiro de trabalho. Isso porque costumam acordar entre às 05:30 e 6:00 da manhã, para garantir que os filhos estivessem prontos no horário certo.

Todo esse trabalho chega a adicionar de 10 horas e 15 horas semanais de trabalho para os pais, de acordo com a pesquisa da Kellogg’s.

A principal nutricionista envolvida no estudo, Laura Clark, revelou que o trabalho matinal com os filhos pode ser equivalente a queimar mais de 300 calorias todos os dias. Além disso, também disse que cerca de 42% dos pais acabam deixando de tomar café da manhã na maioria dos dias, porque quase nunca dá tempo.

A pesquisa divulgou uma lista com as 43 coisas que os pais fazem todas as manhãs:

  • Preparar-se para o trabalho;
  • Escovar os dentes;
  • Vestir-se;
  • Fazer o café da manhã para as crianças;
  • Fazer as crianças escovarem os dentes;
  • Fazer e embalar o próprio almoço para levar ao trabalho;
  • Levar as crianças para a escola;
  • Arrumar a mochila das crianças;
  • Lavar a louça;
  • Preparar-se para as atividades fora da escola;
  • Encher garrafa de água;
  • Fazer / comer o café da manhã;
  • Pentear os cabelos das crianças;
  • Procurar por itens perdidos (por exemplo, roupas infantis, lição de casa etc.);
  • Vestir as crianças (ou ajudá-las);
  • Fazer e embalar o almoço das crianças;
  • Arrumar as camas;
  • Assinar bilhetes;
  • Limpar superfícies;
  • Limpar os tênis de trabalho ou estudo;
  • Alimentar os animais;
  • Fazer uma lista de tarefas ou lista de compras para o dia;
  • Organizar consultas médicas (médico/dentista) ou comprar remédios;
  • Organizar cuidados infantis;
  • Descongelar alimentos para o jantar naquela noite;
  • Ver suas mídias sociais;
  • Jogar brinquedos fora;
  • Passar roupas/uniformes;
  • Passar maquiagem;
  • Arrumar roupas;
  • Organizar brincadeiras;
  • Dar banho;
  • Secar/pentear cabelo;
  • Verificar/responder e-mails / mensagens;
  • Pagar contas;
  • Levar o lixo para fora;
  • Exercitar-se/ir para uma corrida/para a academia;
  • Aguar as plantas;
  • Ler as notícias;
  • Passear com o cachorro;
  • Trancar tudo (portas, janelas, carro).

Como se tudo isso não fosse o suficiente, quando chegam em casa, existe uma outra rotina cansativa: dar banho novamente, fazer com que as crianças comam, supervisionar enquanto fazem as tarefas de casa e colocá-las para dormir no horário certo, para que na manhã seguinte não acordem tarde.

Dra. Becky Spelman, psicóloga envolvida no estudo, acredita que uma maior compreensão por parte dos empregadores seria de grande ajuda para os pais com filhos pequenos:

“Estamos todos sentindo o estresse da vida moderna com as dificuldades da cultura de estar ligados a todo momento, e as tarefas dos pais os deixam ainda mais exaustos. Além de garantir que todos nós mantenhamos nossas mentes e corpos adequadamente nutridos e energizados, os empregadores oferecerem horários flexíveis para os pais que trabalham, pode ser uma ajuda real, quando se trata de gerenciar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.”



Realmente não é uma rotina fácil, e enquanto as crianças não se tornam mais independentes, os pais precisam encontrar uma maneira de tornar suas rotinas as menos cansativas possíveis, pelo bem de sua saúde.

Você tem filhos? Já passou ou está passando por essa fase agora? Comente abaixo estratégias que utiliza para que sua rotina seja mais organizada e menos cansativa, e marque abaixo os amigos que também estão vivendo este momento!


Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação desse material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens/Antonio Guillem.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.