Notícias

Arthur confronta Douglas: “Você foi a pessoa com quem mais fiquei chateado”

Foto: Reprodução
arthur aguiar chateado

Após sua discussão com Pedro Scooby, chegou a vez de Arthur chamar Douglas Silva para conversar a sós na academia do “BBB 22” (TV Globo).

“Cara, fiquei muito chateado”, começou o marido de Maíra Cardi, antes de pedir sigilo.

“Pô, você foi a pessoa com quem eu mais fiquei chateado, com algumas atitudes, falas e tal desses dois dias que eu fiquei fora”, disse. “Cara, primeiro assim… O Pedro é um cara que leva a vida muito leve, você, pelo que eu te conheço, você é diferente, você se importa, as paradas têm um peso diferente, um pouco parecido comigo. Então quando um amigo, um aliado, sai do jogo. Mano, eu não consigo entender como você consegue ficar feliz. Cê verbalizou várias vezes que cê tava feliz.”

“Aí falou pras meninas: ‘Pô, vocês ficaram, tô feliz’. P*rra, como que um amigo teu sai e tu fica feliz, pô? Na minha cabeça isso não entra, tá ligado. Uma coisa é tu falar ‘parabéns aí por vocês terem ficado’, outra coisa é você falar ‘tô feliz’, e você falou várias vezes. Tiveram várias paradas que cê fez que me magoaram. E a tua postura, também, mano, tu virou uma chave. Tipo, eu entendo que cê tá construindo uma relação com a Lina, tipo, diferente, mas mano… Desde que ela ficou, parece que vocês viraram uma chave do tipo… Mano, parecia que vocês nunca foram rivais dentro do jogo, bagulho virou colônia de férias total e tua postura, mano, virou outra.”

“Não é outra. Essa é minha postura. Desde o negócio da prova do líder eu falei, ‘caraca, não vou ficar botando isso à frente de qualquer coisa minha com a Lina’, porque a gente não troca ideias fora game, quase nunca tive um momento eu e Lina conversando”, justificou Douglas. “Cara, eu me sinto, tipo assim, caraca, todo mundo tem esse momento com a Lina e eu não tenho esse momento de tipo, trocar essa ideia com ela, eu quero construir isso. Porque fora aqui, a gente vai viver várias outras paradas.”

“Pra mim, na minha linha de raciocínio, como é que eu vou ficar: tô feliz? Sim, claro, vou feliz por todo mundo que ficar. Mas eu estava preocupado de você ter saído, do que poderia ter acontecido, pelo discurso do Tadeu [Schmidt]. Tava preocupado, mano, que que o moleque fez? O que que isso vai bater na família dele? Porra, caraca, tudo que a gente faz aqui, isso resvala na família, nas pessoas. Vai reverberando, até quando? Eu fiquei preocupado sobre isso. E se eu fiz isso, é porque é uma parada que todo mundo, pelo menos elas, fazem. Não quer dizer que a gente não seja amigo.”, respondeu Douglas.

“Mas você fazer isso numa conversa com elas, não cabe, mano”, repreendeu Arthur. “A parada é assim, uma coisa é você dar os parabéns pra pessoa, outra coisa, velho… No discurso do Tadeu, ele fala sobre um duelo, e vocês verbalizam que ‘esse duelo deve ter sido entre o Arthur e a Lina’. Aí você pensa: você tá no duelo com ela, daí tu sai e teu amigo diz que tá feliz com ela?”

Douglas então argumentou que foi parabenizado por todos quando voltou dos paredões, inclusive por Natália, que foi voto decisivo em mandá-lo à berlinda. “Mesmo a Nat, antes do paredão, ela falou: ‘Estou torcendo por você, estou fazendo mutirão por você’. Eu falei ‘caraca, que maneiro’. Quando eu voltei, [ela disse] ‘pô, estou feliz por você ter voltado’. Feliz porque mano, ninguém deseja que ninguém saia. Todo mundo que volta, independente do jogo, ‘pô, tô feliz de você ter voltado’.

Douglas então argumentou que, se ele estivesse no lugar de Arthur, não ficaria magoado por vê-lo dizer que está feliz. “Mano, desculpa, vou ser sincero, você queira acreditar ou não: mano, cabe isso”, opinou.

“Foi como pareceu. A única pessoa que realmente sentiu quando eu saí foi o P.A”, contou Arthur.

“Isso na sua visão, cada um tem um jeito de demonstrar, calma”, defendeu D.G. “E ali, eu na varanda falei: ‘Não acredito, não acredito que o Arthur saiu’. De madrugada eu não tava conseguindo dormir, eu fiquei batendo aquilo na minha cabeça. Falei, caralho, como assim? Que que o moleque fez, como isso vai bater na família dele, como ele vai receber isso? Falei até pro Beats: ‘Na minha opinião, eu achava que quem ia sair era Eli e você’. Que o Arthur ia ficar, aí Lina ia ficar.”

“Aí, irmão. Se bateu isso em você, se foi essa a sua percepção, assumo e me desculpa, mas não foi a minha percepção.”, disse Douglas.

“Eu respeito sua maneira de pensar, só tô falando que, pra mim, me magoou”, disse Arthur. “Isso me magoou, a repetição do ato. Quando você fez a primeira vez, não me magoou. Mas daí de novo, e de novo. […] Eu sou um cara muito observador, eu observo muito as pessoas, e pra mim no momento que eu saí… Você pode não ter percebido, pode ter sido inconsciente. Mas a sua postura mudou. Quando você sair, se você quiser você vê, e você vai ver a diferença. A sua postura, a sua vontade de conexão, mudou. O teu olhar pra ela [Lina] mudou. Foi tipo, caralho, mano, ‘o lugar é aqui’.”

“Duvido, duvido”, defendeu Douglas. “Isso jamais. Eu vou tratar bem. Mas nunca ‘o lugar é aqui’. […] Beleza, essa foi sua interpretação, mas isso nunca. Tanto que ontem mesmo a gente teve a conversa, ‘mano, a gente tá desde o início, só nós três. Aí veio o Thurrá, aí veio o Tiago, aí sai o Tiago. A gente nunca pulou o muro, a gente nunca desviou’. Isso nunca vai acontecer.”

“Quando você sair, se você quiser, você assiste, e entende do que eu tô falando”, concluiu Arthur.

0 %