Comportamento

Artista de rua humilhado em semáforo recebe apoio de desconhecidos e já arrecadou R$ 14 mil!

Alberto quase foi atropelado nas ruas de Manaus enquanto se apresentava no sinal, quando um carro simplesmente acelerou e avançou contra ele.



Quantas vezes não presenciamos artistas de rua, em sua maioria imigrantes, apresentando-se nos semáforos da cidade? Como a atual crise sanitária tem afetado todos os países, suas economias também acabam mandando sinal de fumaça, fazendo com que suas populações vulneráveis sintam que seja melhor buscar trabalho em outros países.

A imigração é uma questão que envolve não apenas saúde pública, mas também dignidade humana. Muitas vezes, famílias inteiras passam dias, semanas, andando em busca de uma realidade melhor para seus filhos, comida na mesa e um teto para morar, mas quando chegam aos países de destino, encontram hostilidade e mais sofrimento.

Em Manaus, recentemente, um vídeo rodou as redes sociais em que um artista de rua venezuelano quase foi atropelado por um carro enquanto fazia sua apresentação no sinal.


A situação chamou a atenção de muitas pessoas, que acharam aquilo inadmissível, principalmente porque quem dirige o veículo não deveria agir de forma tão hostil, sem sequer abaixar os vidros, ameaçando a vida de outro indivíduo.

O homem que está se apresentando naquele vídeo é Alberto José Perez, de 41 anos, que saiu da Venezuela para Manaus, no Amazonas, em busca de uma vida melhor para seu filho de 2 anos e sua esposa, Marília, 31. Atualmente, todo dinheiro que têm vem do trabalho se apresentando nos sinais, por isso a renda é baixa, mas ele não desiste de conseguir um emprego formal, assinando a carteira e conseguindo os benefícios a que tem direito.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@albertojose597.

Nas redes sociais, os internautas se organizaram para fazer uma vaquinha para que a família consiga melhorar sua situação até Alberto conseguir uma nova oportunidade de emprego. Até o momento, eles já conseguiram arrecadar mais de R$ 14 mil, mas torcem para que consigam bater a meta de R$ 40 mil, e assim conseguir se sustentar pelos próximos anos.


O pouco dinheiro que Alberto ganha acaba sendo apenas para alimentação, o que significa que nos dias em que não consegue dinheiro ele e sua família não conseguem comer. O artista de rua deseja qualquer trabalho com o qual possa sustentar sua família, seja com serviços gerais, pintura, construção ou qualquer outra área.

Enquanto morava na Venezuela, ele cursava Química, mas acabou deixando tudo para trás em busca de uma nova realidade para aqueles que ama. Infelizmente, sua mudança fez com que outros familiares ficassem para trás, como a mãe, os irmãos, por exemplo, mesmo assim, ele ainda acredita que vai conseguir uma oportunidade de emprego.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@albertojose597.

Aquela não foi a primeira vez em que foi humilhado no sinal, muitas vezes os motoristas o xingam, buzinam, pedem para que dê passagem ou até avançam o automóvel em sua direção. Mesmo assim, o artista tenta um futuro melhor para sua família todos os dias.


Mulher cria mercearia gratuita para idosos e pessoas carentes na pandemia!

Artigo Anterior

7 irmãos que ficaram órfãos após acidente de carro são adotados pela mesma família!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.