As 3 bases para um relacionamento saudável e o jogo dos espelhos:

8min. de leitura

Um relacionamento afetivo com um parceiro ou parceira pode ser uma grande escola de autoconhecimento. Cada parceiro que atraímos para nós, vem sob medida para colocar à vista o que precisamos ver em nós.

Quanto mais reconhecemos que só atraímos parceiros compatíveis com o nosso momento evolutivo, mais fácil e claro fica o que ele representa em nós.



Nossos parceiros fazem parte da nossa caminhada evolutiva.

Quais são os desafios do relacionamento e quais as facilidades? Quais as qualidades e problemas que vejo no meu parceiro?

O que percebemos no outro tem a ver conosco. O que vemos no outro é apenas uma projeção de nós mesmos

Quando nos apaixonamos por alguém, na verdade,  nós nos apaixonamos pelas partes que o outro representa de nós mesmos. Se o admiramos pela sua generosidade, inteligência, amorosidade, perseverança e etc, na verdade, nós é que temos essas qualidades e o outro está apenas nos mostrando. Assim como o que percebemos no outro como problemas ou qualidades desafiantes.


Então, se nossos relacionamentos são apenas projeções de nós mesmos, como posso aprender com eles? Aí é que a escola começa. E podemos aprender a nos conhecer por meio do outro, de muitas maneiras. Uma delas são:

As 3 bases fundamentais para um relacionamento saudável

1-  Potência

2- Estrutura


3- Encontro de Alma


Potência

É a capacidade de nos sentirmos potencializados dentro da relação. Sentir que meu parceiro colabora no meu processo  de empoderamento. Isso inclui admiração e interesse/atração física.

–  Você sente que seu parceiro te potencializa?

–  Você sente que há admiração mútua?

–  Você sente que a química flui satisfatoriamente entre vocês?

–  Sua potência criativa é estimulada?


Estrutura

Tem a ver exatamente com o que a palavra diz: estrutura.

Uma base onde você pode se apoiar, relaxar, ser você mesmo.

–  Você sente que seu relacionamento tem bases sólidas que lhe permitem relaxar e se entregar a ele?

–  Você se sente tranquila dentro desse relacionamento?

–   O seu parceiro te traz segurança? Você sente segurança nessa relação, sente consistência, ou ela sempre parece que está por um fio?

–   Você sente que pode ser você mesmo na relação?

–  Ela lhe traz traz mais estabilidade ou instabilidade?

–  Você sente que pode confiar no seu parceiro?

–  Essa relação o ajuda, inclusive na sua estrutura econômica?

–  Ela o ajuda no seu sentimento interno de abundância ou escassez?


 Encontro de Almas

Um encontro de almas é quando há compatibilidade de coração para coração. É quando os dois se olham e vocês sentem algo além por trás desse olhar. É quando você percebe que o amor acontece entre vocês. É quando o olhar transcende o corpo e o mundo ao redor e os dois experimentam tornar-se um. É a grande maravilha de estar junto. É quando você sente através do olhar que o amor tomou conta de vocês. Muito além da atração ou admiração. É simplesmente um encontro de coração, um encontro de alma. Indiferente se há contato íntimo ou não. Cada um testemunha no outro e em si mesmo a parceria profunda de evolução.

A maioria dos relacionamentos possui uma ou duas dessas bases. Ou há estrutura, mas não há potência. É um relacionamento sólido, mas posso não me sentir potencializada nele. Pode haver potência, estrutura, mas não há encontro de alma. Posso me sentir seguro na relação, posso me sentir potencializado, mas não há um encontro de almas, fazendo com que falte algo mais profundo que me realize na relação. Pode haver encontro de alma, potência, mas não há estrutura, e por aí vai.


O grande salto evolutivo na relação

Quando lembramos que relacionamentos são projeções de nós mesmos, percebemos que estas  3 bases também estão dentro de nós. E se estão dentro de nós, posso me perguntar: por que atraio um relacionamento que não me dá estrutura? Por que estou sempre me sentindo inseguro nela? Ou por que atraio uma relação que não me potencializa?


Virando a chave ou dando o salto

Se já sabemos que a relação é um jogo de espelhos e projeções e que nosso parceiro nos ajuda a enxergar o que é importante de ser visto em nós, então, já posso me autorresponsabilizar por estar vivenciando essa relação específica. E mudar o foco da pergunta.

Ao invés de perguntar, por que essa relação não me dá estrutura, posso mudar para:

Por que Eu não estou me dando estrutura? Por que estou inseguro? Por que não estou me potencializando? Por que não estou me admirando? Se eu me sinto rejeitado pelo meu parceiro: Por que estou me rejeitando? Se eu sinto que não há encontro de almas, porque eu não estou conseguindo me realizar no encontro da minha própria alma? Como está minha conexão como que eu acredito como divino dentro de mim? Estou sabendo ouvir meu coração, ouvir a mim mesmo, acolher-me?

A sensação de falta de estrutura, insegurança, não-potência, rejeição ou falta de conexão profunda está em mim e meu parceiro me mostra isso. Simples assim.

Isso é o grande salto para começarmos a avançar enquanto humanidade. Saber que o que vejo fora, na verdade está dentro de mim. Então, quando reclamo ou elogio, estou apenas reclamando ou elogiando algo em mim. Reclamo ou elogio, gosto ou desgosto de uma parte de mim que o outro representa.

E essa projeção, esse jogo de espelhos é uma oportunidade e tanto para poder Ver o que é necessário ver para transformar em nós.

Nossos parceiros, tudo e todos são nossos mestres de autoconhecimento. Só precisamos reconhecer isso e praticar! Assim, podemos testemunhar nossa evolução com os olhos da Consciência.

Quando conseguimos atrair uma relação onde as 3 bases, Potência, Estrutura e Encontro de Alma são contempladas, é porque estamos mais completos dentro de nós mesmos e por isso estamos conseguindo refletir uma maior completude fora de nós. E o cuidar dessas 3 bases na relação, passa a ser um Cuidar dessas 3 bases essenciais dentro de nós.

A partir desse olhar autorresponsável onde eu percebo que o que vejo fora é apenas uma projeção de mim, muitos aprendizados, transformações acontecem e a vida se torna muito mais colorida e nunca mais monótona ou entediante, pois tudo e todos passam a ser material de trabalho, autoestudo e pistas preciosas para a nossa evolução rumo ao Amor maior que somos.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: gstockstudio / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.