4min. de leitura

As crianças não dizem que precisam falar com você, dizem “brinca comigo”

Uma criança com os pais presentes se torna um adulto seguro, feliz, confiante nas próprias escolhas. Isso é tudo o que desejamos para nossos filhos.

As crianças possuem uma forma única de se comunicar com o mundo e com as pessoas ao seu redor. Apesar de evoluírem a cada dia, muitas vezes não sabem como usar as palavras certas para expressarem suas necessidades e desejos e acabam por demonstrá-los através de alguns comportamentos particulares.


Por isso, é muito importante que os pais aprendam a entender cada atitude de seus filhos, e o que elas revelam sobre a qualidade de vida que as crianças estão levando. Esse conhecimento é adquirido tanto ouvindo pessoas mais experientes quanto dedicando-se a passar tempo com as crianças, afinal cada uma possui uma personalidade diferente e interpreta o mundo de forma particular.

Quanto mais tempo ao lado de seu filho, mais você aprende sobre como deve agir e mais profunda se torna a conexão entre vocês. As descobertas que realizam juntos, ajuda a fortalecer o relacionamento, o que traz benefícios inimagináveis para o desenvolvimento da criança.

Uma criança com os pais presentes se torna um adulto seguro, feliz, confiante nas próprias escolhas. Isso é tudo o que desejamos para nossos filhos.


Abaixo está um relato de Lawrence Cohen, que explica uma importante atitude das crianças e o que ela quer dizer. Confira:

“Mãe, você brinca comigo?”

Aos seis anos, isso não me é mais solicitado. Nós jogamos muitos jogos, videogames e passamos bons momentos juntas fazendo coisas como arte ou leitura.


Mas brincar?

Não é uma coisa que eles pedem muito conforme vão envelhecendo.

Eu estava bem no meio de uma limpeza quando ela me pediu para brincar com ela e eu sabia que tinha que parar o que estava fazendo e dar-lhe a minha atenção.

Porque quando uma criança precisa de você, ela não diz: “Ei mãe, eu preciso falar com você. Eu preciso estar com você. Hoje foi um dia difícil”.

O que ela diz é “brinca comigo”.

Isso é muito verdadeiro. Se você é mãe/pai, sabe que eles encontram sua própria maneira de comunicar aquilo que acontece em suas vidas. Outro grande exemplo é a ansiedade, as crianças não sabem reconhecê-la como esse sentimento e por isso acabam a descrevendo como “uma dor de estômago”.

Elas precisam da atenção e do tempo dos pais. Não estão pedindo demais, apenas o básico para que possam ter suas necessidades atendidas. Até mesmo uma brincadeira pode ser um momento de pedido de atenção, carinho e amor.

Reserve um tempo para seus filhos e você estará contribuindo para que eles sejam pessoas melhores!






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.