As pessoas andam cada dia mais fechadas em suas bolhas…



As pessoas andam cada dia mais fechadas em suas bolhas… Seus olhares estão, cada vez mais, inertes. Quando não estão inclinados para baixo estão olhando para frente, somente para frente.

Os sentimentos que nos tornam seres humanos estão se esfriando, sejam eles de amor, de amizade, de compaixão, de coerência.

Hoje prevalece a raiva, o pré-julgamento, a intolerância, a inveja, o despeito, as competições, a condenação, sem ao menos sermos testemunhas; os amores preto e branco, sem cor, sem vida, sem emoção.

Quanta gente, mas quanta gente diz servir a Deus, diz ser cristão, independente de religião, mas quando precisam perdoar, não perdoam, quando precisam pedir perdão não pedem, quando precisam olhar para os seus pecados, estão apontando e julgando os dos outros e achando que o que o outro faz é pior do que eles fazem?

Outra preocupação é a tecnologia! Ela aproxima, mas também distância.

Quanto tempo passamos conectados ao mundo virtual para estarmos mais próximos das pessoas que estão distantes, até mesmo de desconhecidos e quanto tempo passamos no mundo real ao lado das pessoas que estão conosco, ao nosso lado, aos nossos arredores?

Ah o tempo, esse é o vilão para toda a nossa ausência. Quem já não ouviu: desculpe eu estou sem tempo ou então já o disse também? Mas todos, sem exceção, têm tempo para fazer o que quiserem. Não importa quanto tempo seja, mas têm.

As pessoas andam cansadas demais, sem tempo demais, ranzinzas demais, ingratas demais, para fazerem coisas simples da vida e que demandam apenas a vontade de serem ou fazerem.

Tudo é questão de escolha. Valores que realmente importam estão cada vez mais escassos, as pessoas andam vazias de amor…



O que desejar para os dias de hoje?

Que as pessoas saiam de suas bolhas, que olhem para as outras e as percebam, que encontrem equilíbrio no tempo diário para serem presentes, que vivam mais o mundo real do que o virtual, que sejam coerentes com o que pregam, que não percam a essência da vida, que sejam amor, que demonstrem amor, que entendam que há espaço e sucesso para todos, que não sejam orgulhosas, que sejam mais unidas, que, ao invés de julgarem, que se proponham a ajudar.

Será que é pedir muito?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: gregorylee / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.