3min. de leitura

AS PESSOAS ESTÃO CARENTES DE PESSOAS…

Ontem foi um dia revelador.


Sai para meus afazeres cotidianos e me deparei com a mesma situação em cenários diferentes.
A primeira vez… Ok!

A pessoa havia perdido seu filho há oito meses e ainda estava em luto necessitando ser ouvida e amparada. E foi o que fiz.

Sai de lá e me dirigi ao próximo destino e batata… Novamente a mesma situação, a pessoa se aproximou e me cumprimentou tentando desenrolar uma conversa. Eu, muito educada mantive o diálogo. Até que em minutos ela se expôs contando-me sua vida, suas frustrações, perdas…


E depois mais uma vez e de novo.

Em questão de horas quatro pessoas expuseram suas vidas e suas fragilidades para mim, uma estranha.

Chegando em casa me peguei devaneando sobre o ocorrido, pois para mim isso é tão ultrapassado.


O que quero dizer é que na minha visão de mundo isso é incoerente, algo que não existe, já que estou alinhada à minha essência e essa “ausência de si mesmo”, não existe em meu mundo.

Mas está aí! Para quem quiser enxergar…

As pessoas estão carentes de pessoas!
Por que?
Porque continuam buscando fora suprir esse vazio existencial. Ainda não compreenderam que essa busca desenfreada em suprir esse vazio através das “coisas” não os levará a lugar algum. Aliás, levará sim. Cada vez mais longe do eixo de sinergia com o Universo.

Enfim…

A lição?

Sejamos verdadeiramente humanos. Não importa em que grau de despertar se encontre. Reveja seus conceitos. Pare de buscar fora o que está dentro de você. Compreenda que a felicidade não se compra, não se vende, não é uma condição e sim um estado de espírito. Entenda que ouvir é um ato de amor. Saia da ERA DO EU e adentre na ERA DO NÓS. A Quarta Dimensão está disponível para todos, basta abrir mão do velho, do ego, do passado e dos sentimentos da Terceira Dimensão.

Lembrem-se que em cima é igual ao que está embaixo. Assim é e sempre será na Luz e no Amor Maior.

Amorosamente
Sueli Zanquim





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.