Reflexão

As pessoas não são viciadas em álcool ou drogas, elas são viciadas em fugir da realidade!

capaas pessoas nao sao viciadas em alcool ou drogas elas sao viciadas em fugir da realidade
Comente!

A necessidade de fugir da realidade pode nos colocar em uma espiral de problemas e vícios.

Sejamos honestos: a vida é uma experiência incrível, que nos proporciona infinitos sentimentos, aprendizados e conquistas todos os dias, mas não é nada simples.

A todo momento, precisamos conviver com a imensidão de sentimentos, sonhos, anseios e expectativas que vivem dentro de nós e naqueles ao nosso redor, e fazer o nosso melhor para lidar até com as situações mais difíceis com calma, autocontrole e muita paciência para não criar problemas que não seremos capazes de resolver.

Essa é uma missão que nos cobra muita sabedoria e maturidade emocional, elementos que nem sempre possuímos, por isso, é bastante comum vermos pessoas perdidas, sem saber como fazer para se relacionar de uma forma saudável consigo mesmas e com os outros, sempre entrando em vínculos tóxicos, que as deixam cada dia mais debilitadas e traumatizadas.

Muitos de nós, quando sentimos que a realidade está pesada e difícil demais de ser carregada, podemos buscar fugir da realidade, seja por meio do trabalho, do isolamento social ou até mesmo dos vícios.

Comumente testemunharmos pessoas enlutadas, traumatizadas com o fim de um relacionamento ou recém-demitidas presas nesse mecanismo de defesa, porque não se sentem capazes de lidar com a situações em que suas vidas se encontram.

Quando escolhem os vícios, como de álcool e drogas, ocupam as primeiras posições, porque costumam ser encontrados com bastante facilidade e a preço acessível.

Entregues ao sentimento de insuficiência e incapacidade, elas se afundam cada vez mais nessa rotina tão tóxica e prejudicial, ao mesmo tempo que são obrigadas a lidar com o preconceito e julgamentos, que podem piorar ainda mais a sua situação, especialmente quando se trata de familiares e amigos.

Uma coisa que precisa ser compreendida é que ninguém deseja guiar a vida por esse caminho. Os vícios não são escolhas feitas de forma consciente por uma pessoa em estado emocional tranquilo e feliz, eles são a representação do descontrole emocional por que uma pessoa pode estar passando.

Ninguém é viciado em álcool ou drogas, essas substâncias são apenas ferramentas encontradas para lidar com o verdadeiro vício e problema: a fuga da realidade. Quanto antes entendermos isso e estendermos a mão para ajudar, ao invés de julgar, mais poderemos fazer para apoiar essas pessoas.

Se você convive com alguém que está passando por esse momento tão complicado, faça o seu melhor para agir com empatia, cuidado e gentileza. Entenda que essas pessoas são cheias de sonhos e objetivos, assim como você, e que apenas precisam de ajuda para se reencontrar e fazer as pazes com a sua realidade.

Se você é uma dessas pessoas, que está enfrentando a maior luta da sua vida, entenda que você é suficiente e tem tudo de que precisa para vencer os seus problemas e reacender a luz da esperança e do recomeço.

Fugir da realidade pode lhe trazer alívio momentâneo, mas o manterá preso para sempre nessa realidade de incompletude e infelicidade que o impede de assumir a posição de líder da própria jornada.

Entenda que todas as mudanças que transformarão positivamente a sua realidade acontecem dentro de você e que algumas das questões que hoje você enxerga como muito difíceis de serem resolvidas podem ser mais simples do que imagina.

Busque o apoio das pessoas que se importam com você e comece a abordar a vida com a atitude de um líder. Não permita que os seus sentimentos negativos o dominem, encare a realidade com proatividade e confiança no seu potencial. Você tem o que precisa para vencer!

Comente!

Fernanda Lima faz comovente desabafo sobre maternidade: “Não durmo há dois anos”

Artigo Anterior

Quando aquele que amamos não se responsabiliza por nada e nos culpa por tudo, o que podemos fazer?

Próximo artigo