4min. de leitura

As pessoas não têm poder sobre você, você é quem dá esse poder a elas. Tome o seu poder de volta!

Outro dia estava maratonando uma série da Netflix e a fala de uma personagem me fez dar um pause e parar um tempo para refletir e mastigar o conhecimento presente nela.



A frase era mais ou menos assim: “As pessoas não têm poder sobre nós. Nós é que damos poder a elas, você precisa tomar o seu poder de volta.”

Nesse momento de reflexão, juntamente com um sorriso e um pensamento de “isso é tão óbvio, por que não pensei nisso antes?”, essa frase me fez pensar em como, quando e para quem eu dou poder sobre a minha vida.

Já deixei familiares, amigos, namorados e chefes no trabalho terem poder sobre mim, seja sobre que penso, sinto, faço, sobre minhas escolhas e decisões. E isso é muito mais profundo do que imaginamos, pois deixamos pessoas e situações de fora do nosso corpo terem controle sobre tudo o que se passa dentro de nós. Entende a complexidade disso?


Diante disso, vieram-me os seguintes questionamentos:

  • “Quantas vezes deixei meus familiares controlarem minhas ações, meus sentimentos, minhas preocupações, minhas crenças e visão de mundo?”
  • “Quantas vezes deixei amigos controlarem meus sentimentos e terem poder sobre as minhas decisões?”
  • “Quantas vezes deixei namorados e qualquer relacionamento amoroso (sério ou não) ditar como eu deveria ser e o que eu deveria fazer?”
  • “Quantas vezes deixei meus chefes do trabalho controlarem minhas preocupações, minhas noites de sono, meu estado emocional/psicológico, minha alegria?”

Em muitas situações e momentos, nós damos poder às pessoas para nos controlar, independente da forma – e muitas vezes as pessoas nem sabem que lhes damos esse poder a elas – geralmente elas nem fazem por mal, no momento podem estar com boas intenções.

Mas como a personagem disse, precisamos tomar o poder de volta. Identificar o que e quem está tendo poder sobre nós, para que possamos refletir se realmente esse poder é benéfico ou maléfico para nós.

Entender que temos o poder para controlar o que sentimos e fazemos é necessário para tomarmos esse poder de volta, para fazer e sentir o que quisermos, mas uma decisão que venha de nós, não de outras pessoas.


Eu hoje prometo a mim mesma que vou me policiar e não deixar ninguém ter poder sobre mim, porque hoje (e sempre que eu ler esse texto), quero ter na mente e no coração que quem tem que ter controle sobre mim sou eu mesma!

Gostaria de convidá-lo a refletir sobre quem tem poder e controle sobre você e sobre a sua vida?


 

Direitos autorais da imagem de capa: série “Lúcifer”.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 01/08/2019 às 7:21





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.