As pessoas querem ser compreendidas, mas não sabem o que é compreensão



Compreender, uma palavra tão simples, mas que, nos dias atuais, é esquecida.

A compreensão é a base da empatia, mas mais do que isso, ela é o alicerce do relacionamento entre duas pessoas, seja ele de qualquer ordem. Quem respeita e ama o seu semelhante, aprende que compreendê-lo é uma maneira de se achegar cada vez mais perto de seu coração.

É muito fácil querer que todos o compreendam em suas situações, seus problemas, suas desculpas, mas quando é necessário colocar-se do lado oposto e compreender o outro, seja ele um amigo, parente etc., as coisas parecem tornar-se diferentes.

Mas não é bem assim, se queremos que o outro tenha a capacidade de nos compreender, também temos que saber o que significa isso e praticar essa atitude no nosso dia a dia.


Compreensão não é só entender o outro, mas ser compreendido também. Compreensão é, portanto, uma via de mão dupla. Não espere do outro aquilo que você não faz por ele.

Isso é algo tão simples, mas o egoísmo das pessoas acaba se tornando maior do que a sua capacidade de enxergar que o outro merece tudo o que nós queremos para nós mesmos.

A nossa incapacidade de compreender os outros nos rouba a nossa urgência em ser feliz, tira de nós a nossa bondade em tocar a alma do outro e arrancar o que está lhe fazendo mal, mas, para além disso, em casos mais críticos, tira as pessoas que amamos de nossa vida. As pessoas são importantes demais para ficarem ao lado de quem só lhe atira pedras, e quando se dão conta disso entendem que o melhor é partir.

Por isso, temos que ter em mente que compreender não inclui apenas ouvir o outro e fingir que se importa. Muito mais do que isso, diz respeito a ouvi-lo, ser silêncio e paz ao mesmo tempo.


Compreender é também ser morada quando o outro precisa encontrar um lugar para ficar; é ter olhos puros que enxergam o outro como alguém que merece a nossa compreensão.

A nossa atitude em mostrar que nos importamos vale mais do que qualquer desculpa que usamos para nos ausentar dos problemas alheios, dos problemas das pessoas que estão ao nosso redor e que merecem o melhor de nós.



Ficar ao lado das pessoas quando está tudo bem é muito fácil, mas permanecer quando ocorre algum problema é só para os verdadeiros. Aqueles que sabem compreender que não é só o outro que passa por situações difíceis e precisa de atenção, é sábio porque entende que um dia ele poderá estar do lado oposto e precisará de um abraço aconchegante que esquente seu coração e de um rosto amigo para lhe dizer “eu te compreendo”.


Compreender é tentar entender o que o outro passa e, mais do que isso, é demonstrar que se importa, porque portar-se com indiferença é mais fácil, mas não há dignidade nesse tipo de atitude.

Compreender o outro não significa aceitar tudo o que ele faz, mas sim mostrar que entende que todo mundo tem a capacidade de fazer suas escolhas e de trilhar na vida o caminho que escolhe seguir.

Quem aprende a compreender o outro também passa a compreender a si próprio e aceitar as escolhas que um dia decidiu tomar.

Quem aprendeu a compreender o outro e a si mesmo também tem a capacidade de entender que a vida é um instante que merece ser vivida com o melhor que temos e a capacidade de compreensão é uma das doses que dá mais brilho a nossa jornada, pois nos torna capazes de enxergar o interior do outro e de acalentar as suas turbulências quando mais precisa.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: belchonock / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.