As pessoas são o que são, nós é que depositamos nelas expectativas irreais



Na verdade, todas as pessoas que nos machucaram, se fizermos uma retrospectiva, uma pequena análise, veremos que por diversas vezes nos deram sinais de que o fariam, e por diversos motivos não conseguimos enxergar.

Muitas vezes resolvemos acreditar em superficialidades, em histórias mal contadas, nas carências dos outros, em “versões piratas”das pessoas. Nós nos deixamos iludir, fantasiar ou acreditarmos demasiadamente em pessoas que não merecem tal credibilidade, e no fundo sabemos… ou podemos saber se ficarmos um pouco mais atentos, distanciarmos um pouco emoções, observarmos mais as atitudes do que as palavras. Isso é totalmente assertivo. É infalível.

As pessoas são o que são, não o valor que apostamos nelas. Isso é o que devemos entender, de uma vez por todas.

Erramos por esperar algo que as pessoas não têm para dar, apostar alto demais em quem resolveu viver de “banalidades”, credenciando suas vidas a coisas medíocres e no valor daquilo que é vendido pela mídia, imagem, “imagem é tudo”.

Não faz a menor diferença para essas pessoas quem elas são de verdade ou o que possuem verdadeiramente, e, sim, representam ser o “fake” é o que vale, porém é muito fácil identificarmos tais figuras. Às vezes, entramos nas suas ilusões e essas passam a ser nossas ilusões também, é aí que mora o perigo…

O melhor é não nos penalizar por isso, mas entendermos as desilusões, perdas, decepções. Quando chegamos a este ponto, estamos no início, não no fim, como a sensação mostra, pelo impacto da dor. Retiramos o véu, deixamos cair a parte que nos iludia, deixamos cair a irrealidade total, e neste momento, por mais doloroso que seja, escolhemos ver o que é real, a realidade de pessoas e fatos, e seguirmos mais conscientes com o que verdadeiramente possuímos, do que nunca existiu, e nos distanciarmos do que pensávamos viver ou sentir.



Damos o passo a nosso favor, no maior investimento da nossa vida, no que tem mais alto valor: “nós mesmos”. E isso é muito bom!

Novos tempos, melhores e maiores investimentos, caminhos sólidos, caminhos de luz, o melhor caminho. A melhor direção somos nós mesmos, consciência é a verdadeira felicidade, vida que se renova, possibilidades mil, amor na luz, amor em verdadeiras construções, afetos, verdadeiros, melhores construções, melhores escolhas, muita vida, muitas possibilidades, esperanças.

Tempo que agradecer, confiar, acreditar… viver! “Fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá fazer o que será…” (Nunca pare de sonhar/ Gonzaguinha)


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.