Às vezes, é preciso baixar o volume dentro de nós, parar e respirar, o mundo está muito acelerado

A vida é feita de altos e baixos, e quando o baixo não chega, para evitar futuros sofrimentos, é melhor descemos um degrau. Voe o mais alto que puder, mas não se esqueça de manter os pés no chão.

Às vezes, é preciso descer um pouquinho a guarda, tirar a armadura  e deixar as pessoas se aproximarem, afetivamente falando, de você. Nem todo mundo será  igual ao seu último desastre. Algumas pessoas não valem isso, eu sei, mas algumas valem tanto, que o fazem esquecer até os que não valeram nada na sua vida. E você só vai saber se você se permitir.

Às vezes, é preciso descer o braço, parar de ficar olhando para o relógio. A gente busca ter tudo muito bem controlado, mas a verdade é que não se pode controlar o tempo. E se ficar olhando muito para o relógio, você acaba perdendo o trem da vida e nele não existe botão de stop. O mundo não vai parar de girar para que coloque  a sua vida em ordem novamente.

Saiba a diferença entre não perder o horário da reunião e não perder vida.

Por vezes, é preciso descer o braço, no sentido de força, pois nada cai do céu, e você só vai conseguir realizar o seu sonho se lutar por ele. E nessa luta só existe um participante que é você mesmo.

Às vezes, é preciso baixar a cabeça, assumir que errou e pedir desculpa, seja para o próximo ou para nós mesmos. Sim, às vezes é difícil pedir desculpas para nós mesmos, principalmente quando machucamos pessoas que amamos, mas isso acontece. Todos podem errar e todos merecem perdão, até mesmo nós.

Às vezes, é preciso baixar a tela de notebook, prestar mais atenção em quem está presente e deixar um pouco de lado quem está online.

É preciso baixar a máscara, quem disse que não podemos ter problema e devemos ser felizes para sempre? Que todo dia é uma foto mostrando felicidade e uma roupa nova?

Às vezes, é preciso descer um pouco a lista de contatos do whatsapp, parar de puxar assunto com quem visualizou e não respondeu, e responder aquela pessoa que, mesmo você não respondendo, sempre puxa assunto com você, que lhe manda um bom dia, boa tarde, boa noite e pergunta como você tá, e não é por educação, realmente ela se importa com você, e quer saber mais de você.

Às vezes, é preciso abaixar o volume dentro de nós, parar e respirar, o mundo está cada dia mais acelerado, e se por algum motivo você não acompanhar, respire, tome um fôlego e continue a sua caminhada.

 A vida nunca foi uma disputa de velocidade, e sim de quem teve coragem de dar primeiro passo e continuar caminhando, apesar dos obstáculos.

Às vezes, precisamos levantar as mãos, parar para agradecer pela vida, pelas pessoas que amamos, pelas coisas simples, mas que nos esquecemos de agradecer. Beijar nossa família, falar um eu te amo, ver um desenho que nos lembre de nossa infância.

Às vezes, é preciso descer da sacada, do segundo andar do mundo das fantasias. Por mais que sonhar seja bom, às vezes, é preciso voltar para o mundo real.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: deklofenak



Deixe seu comentário