Comportamento

Astrid Fontenelle afirmou que filho sofreu racismo em praia: “Basta ser preto para ser o serviçal”

A apresentadora não gostou da maneira como seu filho foi tratado e se manifestou nas redes sociais. Confira!



A apresentadora Astrid Fontenelle e o atual marido Fausto Franco, produtor musical, adotaram Gabriel, 13, quando o menino tinha apenas 40 dias de vida.

A adoção foi a chance de Astrid realizar o sonho de ser mãe e ter um filho do coração. Desde então, ela tem criado o menino com muito amor e responsabilidade ao lado do companheiro, tornando-se bastante rápida e “feroz” quando se trata de defender o filho, conforme foi possível perceber recentemente.

A apresentadora publicou um desabafo no seu perfil no Instagram, contando que Gabriel Fontenelle foi vítima de racismo numa praia de Cairu (BA), quando a família curtia férias. A postagem, do último dia 29 de julho, relata que uma pessoa se aproximou do menino e o “confundiu” com um funcionário de hotel.


Astrid explicou que o desconhecido pediu para Gabriel buscar um colchonete para ele. A apresentadora, então, falou para ele buscar sozinho, no quiosque, e relatou que a pessoa ficou com cara de espanto, como se estivesse escrito em sua testa “Mas ele não trabalha aqui?”

Bastante revoltada com a situação, a apresentadora afirmou que, na cabeça dessa pessoa, “basta ser preto para ser o serviçal”, e explicou que isso é a representação do “racismo estrutural”, que muita gente “não quer entender”.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@astridfontenelle.

Então resolveu corrigiu a pessoa e explicar-lhe que Gabriel não trabalhava no local e que o fato de ela assumir que ele é um funcionário por ser negro era uma atitude racista. Segundo a apresentadora, a pessoa não concordou, argumentando que era coisa da cabeça dela e que estava “dando show” apenas porque era artista.


Em resposta a esse comentário, Astrid disse que não tem nada a ver com ser famosa e que é uma mulher bem informada e antirracista, seja com seu filho ou qualquer outra pessoa preta. Por fim, o desconhecido teria se desculpado com Gabriel, mas recusado um livro oferecido por Astrid, para compreender melhor o racismo estrutural.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@astridfontenelle.

A apresentadora contou que o filho ficou triste com o ocorrido, mas ela ficou aliviada por isso ter acontecido enquanto ela estava junto, afirmando que ainda têm um longo caminho pela frente. A publicação teve mais de 80 mil reações e a apresentadora recebeu milhares de mensagens de apoio, inclusive de outras pessoas pretas, que enfrentam as mesmas dificuldades diariamente.


Afundada em dívidas e passando fome com as filhas, mãe batalha e abre negócio milionário!

Artigo Anterior

Após muito tempo comendo pedras e galhos, cão abandonado foi salvo e nunca mais passou fome!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.