ColunistasRelacionamentos

Até que nossas linhas se cruzem novamente…

ATÉ QUE NOSSAS LINHAS SE CRUZEM NOVAMENTE capa

Hoje eu me lembrei do dia em que te conheci e de como o seu sorriso, que de tão bonito, machucou os meus olhos.



Percebi que te amei desde o primeiro instante, o primeiro cumprimento e a primeira cortesia; lembrei da delicadeza das suas palavras e da gentileza dos seus gestos.

Hoje eu olhei as nossas fotos e lembrei do dia em que as nossas linhas tortas se cruzaram e assim, tão de repente quanto se encontraram, se abandonaram sem ao menos dizer adeus.

Eu ainda tenho o seu cheiro na minha roupa, e a sua voz doce ainda conversa comigo na escuridão dos meus dias; a cor dos seus olhos castanhos ainda é a mais bonita que eu já vi e a tristeza por detrás do seu sorriso ainda corta o meu coração toda vez que passeio pelas minhas lembranças.


Aonde foi que a gente se perdeu? Ou você só me abandonou por medo de tentar se entregar e ser feliz de novo?

Quando me lembro do calor dos seus braços tenho a impressão de que nunca vou ter as respostas que talvez pudessem acalmar o meu coração, e sei que ainda que os anos passem sem que eu note, você vai ser sempre o dono do meu coração.

E eu espero que no dia em que você se cansar de estar sozinho, encontre sua linha e siga ela de volta ao encontro da minha.


A verdade sobre estar solteiro ou namorar…

Artigo Anterior

Dona morte não pede passagem!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.