Notícias

Atores de esquerda se rebelaram contra a contratação de Regina Duarte para novela

Foto: Reprodução
Atores de esquerda se rebelaram contra a contratacao de Regina Duarte para novela

Nem o apoio valioso de um importante aliado foi suficiente para garantir a escalação de Regina Duarte para a novela “Segundas Intenções”, da plataforma HBO Max, a mesma da série documental “Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez”.

Pela apuração do Sala de TV, o diretor de dramaturgia Silvio de Abreu defendeu a contratação da atriz. Os dois trabalharam juntos na Globo. Ela protagonizou um dos maiores sucessos do autor, “Rainha da Sucata”, de 1990.

Houve dois entraves. O primeiro, o salário que teria sido pedido pela artista, bem acima da quantia prevista no orçamento. O segundo, a manifestação de alguns atores do projeto.

À esquerda no espectro político e declaradamente antibolsonaristas, eles se colocaram contra a presença de Regina Duarte na novela.

Alegaram que não haveria “clima” para atuar com alguém que, apesar da relevante contribuição à teledramaturgia, continua a apoiar um governo que demoniza a classe artística e prejudica gravemente a produção audiovisual do País.

Ex-secretária de Cultura do governo federal, a atriz tem sido alvo de hostilidade entre seus colegas de profissão e nas redes sociais. Foi criticada por ex-parceiros de cena como José de Abreu, Antônio Fagundes e Lima Duarte.

Longe da TV desde “Tempo de Amar”, novela das 18h da Globo exibida em 2017, Regina, 75 anos, usa seu perfil no Instagram para rebater provocações indiretamente. Geralmente usa citações filosóficas.