Notícias

Atriz diz que Marilyn Manson a estuprou durante filmagem de clipe

Capa Atriz diz que Marilyn Manson a estuprou durante filmagem de clipe

Evan Rachel Wood começou a namorar Manson um pouco antes do suposto ocorrido. Ela tinha 18 anos e ele 37, à época.

No passado, a atriz e ativista social Evan Rachel Wood falou sobre o suposto abuso ao qual foi submetida por um ex não identificado. Em um post no Instagram, no entanto, ela finalmente deu um nome para o homem por trás desse evento.

Wood revelou que o nome do seu abusador era Brian Warner, conhecido mundialmente como Marilyn Manson, o cantor controverso de rock.

De acordo com a revista Vanity Fair, Evan relatou que o abuso teria ocorrido nas gravações de um videoclipe do cantor, da música “Heart-shaped glasses”, um de seus sucessos do começo dos anos 2000. Segundo Wood, havia sido discutida uma cena de sexo simulada para a filmagem, mas uma vez que as câmeras desligaram, Manson começou a penetrá-la de verdade, sem seu consentimento.

Evan foi além e disse que durante anos sofreu lavagem cerebral do cantor e foi manipulada por ele. Wood namorou Manson quando tinha 18 anos e ele 37, e foi somente na fase adulta, aos 33 anos, muito tempo depois do rompimento, ela teve coragem de falar da agressão que sofreu. Seu objetivo com essa denúncia, ela disse, é expor esse homem perigoso e chamar a atenção para a indústria do entretenimento, que deixa agressores agirem impunes.

2 Atriz diz que Marilyn Manson a estuprou durante filmagem de clipe

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @evanrachelwood e Reprodução Instagram / @marilynmanson

Em uma demonstração de solidariedade, pelo menos quatro outras mulheres postaram as próprias alegações contra Manson, detalhando experiências angustiantes que elas alegam incluir agressão sexual, abuso psicológico e/ou várias formas de coerção, violência e intimidação. Rapidamente descartado por sua gravadora Loma Vista e cortado de uma série de TV, Manson postou uma declaração extensa em sua conta no Instagram, negando as acusações, mas sem abordar nenhuma das alegações específicas das mulheres.

Evan hoje é uma atriz consagrada, protagonizando a série “Westworld”, um dos carros-chefe do catálogo da HBO Max e que antes de revelar o nome de seu agressor havia nomeado as violências que sofreu: abuso mental, físico e sexual, ameaças contra sua vida e lavagem cerebral.

Em 2009, em entrevista, Manson foi citado, falando que sentia vontade de esmagar o crânio de Wood com uma marreta. Em 2021, esse comentário veio à tona novamente, no que sua assessoria se pronunciou dizendo que o conteúdo da fala “obviamente” era teatral e pretendia passar as emoções que o rock star estava retratando no álbum que estava promovendo e não um relato factual. Wood e Manson chegaram a noivar, em 2010.

De acordo com o The Hollywood Reporter, em maio de 2018, um boletim de ocorrência foi registrado contra Manson citando crimes sexuais não especificados, que supostamente teriam ocorrido em 2011. Em agosto de 2018, a Procuradoria Distrital de Los Angeles anunciou que estava se recusando a prosseguir com o caso pela falta de provas corroborantes. Naquela época, o advogado de Manson, Howard E. King, disse ao The Hollywood Reporter que as alegações à polícia foram categoricamente negadas pelo cantor e seriam delirantes ou parte de uma tentativa calculada de gerar publicidade. O advogado declarou que qualquer alegação de impropriedade sexual ou prisão naquele ou em qualquer outro momento seria desonesta.

Dentre as pessoas que apoiaram Wood e as outras mulheres nas redes sociais estava a ex-noiva de Manson, a atriz Rose McGowan, que postou uma declaração no Twitter apoiando as mulheres que tiveram a coragem de vir a público e falar das violências que sofreram.

Em uma entrevista em 2019, Evan Rachel Wood disse que costumava pensar que ser forte nessas situações de violência era não deixar que aquilo a afetasse, mas percebeu que estava errada. Mais madura, descobriu que não existe força em deixar que algo nos afete, mas em ser capaz de superar aquilo e não deixar que nos defina. A atriz afirma que é possível ser “quebrado” e ainda assim permanecer forte.

0 %