Comportamento

Atriz Sandra Bullock revela traumas de filha adotiva: “Estava sempre se escondendo”

Capa Atriz Sandra Bullock revela traumas de filha adotiva
Comente!

Em entrevista, a mãe contou que a menina sofreu muito no sistema de adoção.

Sandra Bullock falou sobre como foi adotar sua filha Laila por meio de um orfanato, revelando como o trauma que a menina sofreu a fez esconder comida, constantemente se preparar para ir embora e se esconder. Foi apenas em 2019 que a menina finalmente se sentiu segura o suficiente para adormecer sem a atriz no mesmo cômodo.

Bullock, de 57 anos, começou a criar Laila, agora com 8 anos, quando ela tinha apenas 2,6 anos, e já havia passado um bom tempo no sistema de adoção.

Falando sobre o assunto em um novo episódio do programa de entrevistas Red Table Talk, Sandra disse que precisou ter aulas sobre como cuidar de uma criança com trauma antes de trazer Laila para casa.

Por vários anos, a família lidou com “gatilhos” diariamente, e Bullock teria de garantir a Laila que não iria embora nem a abandonaria.

2Atriz Sandra Bullock revela traumas de filha adotiva

Diretos autorais: Reprodução Facebook / Red Table Talk

Bullock chegou à maternidade um pouco mais tarde na vida, mas disse que estava decidida a isso. De acordo com informações do Daily Mail, a atriz disse que sempre soube que não seria uma mãe jovem, mas ter filhos estava em seus planos.

Ela adotou Louis, em 2010, quando ele tinha 3 meses e meio, e trouxe Laila para casa por meio de um orfanato em 2015.

Bullock descreve sua experiência no processo de adoção como extraordinária, embora muito difícil. Ela considera que seus filhos são a prova de que há crianças gloriosas dentro do sistema.

Mas o caso de Laila não foi fácil, Sandra se recorda. Mesmo com apenas 2,6 anos, a pequena já havia passado por três unidades do sistema de adoção. A atriz lembra que quase não conseguiu finalizar o processo na primeira vez por causa do alto nível de julgamento que os pais em potencial sofrem.

Ela passou a ter aulas sobre como criar filhos com traumas.

A pequena chegou à nova família carregando muitos traumas dos seus tempos no sistema. Sandra se recorda de encontrar a menina se escondendo pela casa, sempre com uma mochila pronta. Laila lhe dizia que estava pronta para ir embora, como se ainda não reconhecesse aquele lugar como seu lar.

Para acalmar a criança, Bullock lhe dizia que, se ela quisesse, ela poderia ir embora, mas a mãe estaria sempre ali para ela, não iria a lugar nenhum. No começo, a atriz levava as atitudes da criança para o lado pessoal, mas com o tempo, percebeu que só seu amor não seria capaz de melhorar tudo para Laila, ela precisaria esperar.

A menina também escondia comida, como um instinto de sobrevivência. A mãe observou que Laila já era mais forte do que seus medos e traumas, mas sabe que eles nunca irão embora. A menina lida com traumas por abandono, mas a mãe soube lidar de forma leve com isso, ela diz a Laila que onde quer que ela escolha fazer faculdade, pode ter certeza de que sua mãe se mudará para a mesma cidade.

3Atriz Sandra Bullock revela traumas de filha adotiva

Diretos autorais: Reprodução Facebook / Red Table Talk

Bullock acrescentou que Laila levou anos para encontrar sua zona de conforto, o que aconteceu há cerca de dois anos. Ela soube disso porque, pela primeira vez, não precisou dormir no mesmo quarto com a filha.

Em outra parte da entrevista, Bullock falou da extrema ansiedade que a criança sofreu depois ao se esconder em um armário durante uma invasão da casa da família em 2014. Ela pensou que morreria ali.
A atriz explicou que a invasão ocorreu após uma série de eventos estressantes, incluindo Louis sofrendo de uma convulsão e Bullock sendo picada por uma aranha venenosa.

O estresse cobrou seu preço, com Bullock admitindo que chorava do nada, então percebeu que precisava de ajuda profissional, o que a levou a tentar a terapia de dessensibilização e reprocessamento do movimento ocular (EMDR).

De acordo com os documentos do tribunal, Bullock ficou com medo por volta da 1h do dia 8 de junho de 2014, depois de ouvir batidas fortes dentro de casa. Quando ela se levantou para trancar a porta de seu quarto, a estrela viu Joshua Corbertt, o invasor, dentro de sua casa.

Ela não sabia na época, mas o homem ficou escondido do lado de fora de seus portões por vários dias, escrevendo em um caderno espiral sobre sua obsessão pela atriz. Ele pulou a cerca e tocou a campainha por 10 a 15 minutos antes de entrar em sua casa.

Quando a polícia chegou, Corbett começou a gritar, pedindo desculpas e implorando para Sandra não prestar queixas. Por sorte, ela se lembra de que seu filho não estava em casa no momento.

O homem que invadiu sua casa foi preso e condenado pelo incidente.

A polícia encontrou com ele uma carta de duas páginas professando seu amor por Bullock, que aparentemente foi escrita no dia anterior, cerca de 20 horas antes de sua prisão. O escrito deixava claro que Corbett estava perseguindo Sandra, observando e anotando detalhes precisos de sua rotina.
A carta estava assinada: “Sempre e para sempre, amor, seu marido”. A atriz e ele nunca tiveram um relacionamento.

Em 2017, ele foi liberado do estabelecimento de saúde mental onde estava hospedado, e Bullock recebeu uma ordem de restrição permanente.

Em maio de 2018, ele se matou após um impasse de cinco horas com policiais.

Comente!

“Meu sonho é ganhar uma carne para passar com a minha família”, pede menino, de 7 anos, em carta para o Papai Noel

Artigo Anterior

Fotógrafo localiza pessoas retratadas em fotos de 40 anos atrás e recria as imagens

Próximo artigo