Notícias

ÁUDIO: Adolescente pede ajuda à namorada para não ser estuprada: “Não quero ser abusada de novo”

AUDIO Adolescente pede ajuda a namorada para nao ser estuprada
Comente!

Um áudio mostra o pedido de ajuda de uma adolescente de 13 anos à namorada para que não fosse estuprada por um caminhoneiro. A garota tinha fugido de um abrigo em São Paulo e estava pegando carona até Rio Verde, no sudoeste do estado. Porém, o suspeito a levou a um hotel, onde teria tentado cometer o crime.

“Estou em um caminhão aqui de um homem que quer abusar de mim. Ele está oferecendo dinheiro para mim, eu estou em uma estrada deserta com ele, entendeu? Quando eu entrei dentro da coisa [caminhão], ele falou: ‘fia, daqui você não sai enquanto você não vender o seu corpo para mim’”.

“Meu, pelo amor de Deus, me ajuda. Eu não quero ser abusada de novo por uma pessoa que eu nunca vi na minha vida”, disse a adolescente.

Segundo a polícia, a adolescente morava em um abrigo depois de ter sido abusada sexualmente por um familiar. Ela, então, conheceu uma garota de Rio Verde pela internet e estava pegando carona para tentar encontrá-la.

Em Aparecida de Goiânia, o caminhoneiro de 52 anos suspeito do crime disse que a levaria até o destino dela. Porém, em Acreúna, a levou a um hotel. Como a adolescente tinha conseguido pedir ajuda à namorada, a Polícia Rodoviária Federal começou a fazer buscas na região.

“Nós tínhamos várias viaturas no trecho e a informação foi passada. As viaturas fizeram ronda em busca desse veículo com essas características. E a equipe aqui conseguiu visualizar um veículo ao lado de um hotel ao lado de um posto de combustíveis. Eles foram até o quarto, a porta estava entreaberta e eles flagraram o caminhoneiro alisando as coxas da criança”, disse o policial rodoviário Lacerda Santos.

O caminhoneiro foi preso em flagrante por estupro de vulnerável.

Após ser resgatada, vítima disse que, assim que entrou no caminhão, o motorista trancou a porta e começou a assediá-la. No hotel, ele teria tentado manter relações sexuais com ela.

A adolescente foi encaminhada ao Conselho Tutelar e está em um abrigo. Ela deve ser levada de volta a São Paulo.

Comente!

A síndrome da criança invisível: o traço das deficiências afetivas

Artigo Anterior

Ele nem sempre falava, mas quando falou, fez o maior discurso de todos os tempos

Próximo artigo