8min. de leitura

Aumento meu nível de stress quando dou poder para o que não devo!

Você já pensou em quantas horas no dia você dá poder para o que não deve?

Se você acredita que fofoca não leva a nada e fica escutando os colegas no seu ambiente de trabalho falando mal de pessoas, ou da situação do país, você não está sendo sincero consigo, você não está cultivando sua autoestima, ou amor-próprio.


Ao contrário, você não fica confortável nesse ambiente, mas permanece, presta atenção, faz comentários, acaba reproduzindo o modelo que acabou de criticar e, muitas vezes, depois fica se culpando por ter feito isso.

Se você acredita que reclamações são ruins para a saúde (e são muito prejudiciais) e, volta e meia, quando escuta uma reclamação, ao invés de fingir que não escutou, ou de amenizar a situação e falar algo contrário, você concorda e “coloca mais lenha na fogueira”, você está gerando stress em dobro.


Primeiro gerou stress reclamando, depois gerou stress ficando com raiva por ter reclamado.

Se você quer baixar seu nível de stress e ansiedade, mas fica indignado com injustiças e fica “ruminando” coisas erradas que vê por aí, você está alimentando lixo emocional, está intoxicando seu organismo.


Está se identificando?

Acredito que sim, pois esses conflitos estiveram e estão presentes ainda em minha vida, mesmo acreditando e tendo como lema de vida: a positividade transforma.

Estamos vivendo numa era ainda de muita reclamação e pouca ação, muito julgamento e pouca empatia, muita busca por “fórmulas mágicas”, sendo que nem damos tempo para colocá-las em prática, não damos tempo para que, tendo uma continuidade, dê resultado.


Andamos “pulando de galho em galho”, seja na religião, nas crenças sobre alimentação, nas leituras sobre autoconhecimento. Nada satisfaz! Começo um monte de coisas, mas logo aparecem outras, outras e outras.

Vejo apenas pessoas mais sem foco, sem autocontrole, sem metas, sem propósitos.


Não dê poder aquilo que não lhe faz bem, dê tempo suficiente para cada situação em sua vida, só assim você verá o real significado, o real aprendizado de cada uma.

Acredito que esta história fará você refletir e abrir sua mente e seu coração para olhar para dentro e perceber o que você está gerando de energia emocional a sua volta e o que poderia estar gerando.

Há muito tempo atrás, na China, uma moça chamada Lili casou-se e foi viver com o marido e a sogra. Em pouco tempo, Lili descobriu que os temperamentos dela e da sogra eram muito diferentes, e Lili ficava cada vez mais furiosa com os hábitos e críticas de sua sogra. Os dias, as semanas, os meses foram passando e Lili e a sogra discutiam e brigavam continuamente, o que gerava grande stress no marido, porém, segundo a tradição, ela tinha que obedecer a sogra.

Finalmente, Lili não aguentando mais, foi ver o Sr. Huang, bom amigo de seu pai, que vendia ervas. Ela lhe falou sobre a situação e pediu que lhe desse algum veneno para resolver o problema de uma vez por todas. O Sr. Huang pensou por algum tempo e finalmente disse:

– Lili, eu ajudarei você a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e obedecer a todas as instruções que eu lhe der.

Lili respondeu:

– Sim, Sr. Huang, eu farei tudo o que me pedir que faça.

O Sr. Huang entrou no quarto dos fundos e voltou após alguns minutos com um pacote de ervas. Ele explicou a Lili:

– Você não pode usar tudo de uma só vez para se libertar de sua sogra, porque isso causaria suspeitas. Eu lhe dou várias ervas que vão lentamente envenenar sua sogra. A cada dois dias prepare alguma carne, de porco ou galinha, e ponha um pouco destas ervas no prato dela. Mas, para ter certeza de que ninguém vai suspeitar de você quando ela morrer, deve ter muito cuidado e agir de forma muito amigável com ela. Não discuta com ela, obedeça-a em tudo e trate-a como se fosse uma rainha.

Lili ficou muito contente. Agradeceu ao Sr. Huang e voltou apressada para casa para começar o projeto de assassinar a sua sogra.

O tempo foi passando, e, cada dois dias, Lili servia a comida, especialmente preparada, à sua sogra. Ela se lembrava do que o Sr. Huang dissera sobre evitar suspeitas. Assim ela controlou o seu temperamento, obedeceu à sogra e a tratou como se fosse sua própria mãe. Depois de seis meses, a casa inteira tinha mudado.

Nestes seis meses, não houvera uma discussão com a sogra, que parecia agora muito mais amável e mais fácil de se lidar. As atitudes da sogra com Lili mudaram, e ela começou a amar Lili tanto quanto à própria filha. Ela revelava aos amigos e parentes que Lili era a melhor nora que alguém poderia achar. Lili e a sogra estavam tratando uma à outra como verdadeiras mãe e filha. O marido de Lili estava muito contente em ver o que estava acontecendo.

Um dia, Lili foi ver o Sr. Huang e pediu-lhe ajuda novamente. Ela disse:

– Querido Sr. Huang, por favor, ajude-me a evitar que o veneno mate minha sogra! Ela se transformou em uma mulher agradável e eu a amo como minha própria mãe. Não quero que ela morra por causa do veneno que eu lhe dei.

Sr. Huang sorriu e acenou com a cabeça.

– Lili, não há nada com que se preocupar. Eu nunca lhe dei qualquer veneno. As ervas que eu dei a você eram vitaminas para melhorar a saúde dela. O único veneno estava em sua mente e em sua atitude para com ela, mas isso tudo foi jogado fora pelo amor que você deu a ela.


Deixo umas últimas dicas:

– Pare de achar que o outro é sempre ruim e não gosta de você, uma relação é feita 50% por um, 50% pelo outro. Faça sua parte sempre, da melhor forma. Não esqueça que comportamento gera comportamento. Adote as emoções positivas e receba sempre coisas boas de volta. E, se não receber, mude o foco, não se incomode.

– Diga mais não e passe a se importar menos com o que os outros vão pensar de você. É muito difícil que todos pensem o que você gostaria que pensassem.

– Ame mais a si mesmo e desenvolva o hábito da introspecção. Momentos em contato profundo apenas consigo mesmo, revelarão muitos aprendizados. As respostas estão dentro da gente, por vezes, apenas precisamos de um empurrãozinho.

Abraço carinhoso!

Isabel


Direitos autorais da imagem de capa: bairachnyi / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.