4min. de leitura

Autossabotagem – a sua inimiga interior!

Dentre tantos fatores limitantes que emergem de nosso inconsciente, um dos mais destrutivos é a autossabotagem. Trata-se de uma força interior que nos impele a procurar justificativas para permanecer onde estamos, para evitar o crescimento.

A maioria das pessoas tem medo de encarar os desafios que uma mudança de paradigma exige. Isso provoca estagnação, preguiça e procrastinação, que com o decorrer do tempo levam a uma vida fracassada.


Quando se apresentam oportunidades que poderiam gerar crescimento pessoal, a pessoa encontra alguma maneira de se sabotar. Toda possibilidade de mudança é percebida a nível inconsciente como algo diferente do modo que se habituou a ser, portanto, passa a ser perigosa. Assim, a pessoa adia indefinitamente ações que poderiam transformar sua vida para melhor.

Mesmo quando existem problemas que queremos resolver ou objetivos que desejamos alcançar, é preciso determinação para sair da inércia de nossa zona de conforto.

O autossabotador “puxa o próprio tapete” inconscientemente, quando surgem oportunidades de crescimento pessoal.

Isso acontece quando, depois de um período variável de crescimento, se atinge uma fronteira onde está a programação limitadora, a crença limitante instalada.


Nestes casos, normalmente, há o medo do crescimento e do sucesso. Por isso vemos pessoas que começam e recomeçam muitas vezes, sempre apresentando um padrão comportamental de fracasso e autodestruição. São pessoas que criam um limite ao crescimento, uma fronteira bem definida, que pode ser uma faixa salarial, uma cota de felicidade ou um patamar de sucesso comercial.

Abaixo listo alguns exemplos dos pensamentos e comportamentos dos autossabotadores:

  • Eu não mereço.
  • Eu não sou bom o suficiente.
  • Eu não consigo.
  • Eu não me preparei o bastante.
  • Ninguém me ajuda.
  • Depois eu faço.
  • Nada dá certo comigo
  • Não tenho tempo.
  • Não tenho mais idade.
  • Se algo é de graça é porque não presta.

Desistem, não terminando o que começaram. Delegam o controle de suas vidas para outras pessoas. Reclamar sem agir, sem usar tudo que se tem à disposição para se ter uma vida digna de ser vivida é a mais pura autossabotagem.

Podemos superar a autossabotagem mudando as informações que foram colocadas na infância e geraram crenças restritivas. Mais ainda, podemos nos programar conscientemente para o sucesso e a evolução contínua do nosso ser. E todo esse processo se dá com autoconhecimento e as infinitas ferramentas que temos para transformar nossa forma de ver e viver a vida.

Transforme suas crenças limitantes em crenças fortalecedoras, mude hábitos, permita-se novas experiências, conhecer gente nova, tenha um olhar mais positivo e construtivo diante das situações que a vida lhe apresenta.


Somos do tamanho de nossas crenças e conquistaremos exatamente aquilo que acreditarmos.

Tenha em mente que você pode mais do que acredita ser capaz. Acredite em você!  Acredite na força impulsionadora que está dentro de você!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: moisseyev / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.