Família

Avô cria rifa de Fusca considerado relíquia para ajudar neta a fazer faculdade de Medicina

Walter teve a ideia de vender o carro assim que percebeu que as mensalidades do curso da neta estavam atrasadas.



Até onde você iria para ajudar um ente querido? Você seria capaz de dar algo de que gosta muito, que tem muito valor para você e qual tem muita consideração? Muitos não conseguiriam abrir mão de algumas coisas, mesmo dizendo que amam muito seus familiares, enquanto outros nem sequer pensariam duas vezes, sendo capazes de tirar a roupa do próprio corpo só para ver o outro feliz.

Em Blumenau (Santa Catarina), Walter Lautenschlager, de 69 anos, decidiu vender seu carro quando as mensalidades da faculdade da neta começaram a atrasar.

Pietra, que está cursando o segundo semestre de Medicina, explicou ao UOL que não se sentiu muito feliz quando descobriu que seu avô ia vender aquele automóvel, principalmente porque sabia o valor que ele tinha. A mãe de Pietra, quando soube da iniciativa, conversou com um colega de trabalho que teve a ideia de transformar a venda em uma rifa.


O carro que protagoniza toda essa história é um Fusca 1976, que ele comprou com a intenção de reformar, como forma de passar o tempo e se divertir. Mesmo sem aprovar a ideia totalmente, a jovem de 19 anos é muito grata pela atitude do avô, mas não queria que ele se sacrificasse por ela.

A venda dos números começou no mês passado e agora a família já está perto de sortear o veículo, já que a meta era atingir 1.000 fichas vendidas. A jovem não sabe ao certo quando começou a sonhar em se tornar médica, mas conta que seu primeiro contato foi com a avó, aos 4 anos, enquanto assistiam à televisão. Na novela, Pietra conheceu a personagem de uma pediatra e, desde então, não consegue mais tirar a profissão da cabeça.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@rifafusca.

Segundo a jovem, ela tinha a opção de começar o curso no fim de 2019, quando terminou o terceiro ano do ensino médio e foi aprovada na mesma faculdade onde estuda hoje. Mas nem ela ou a família esperavam sua aprovação na primeira tentativa, e acabaram não se programando para o pagamento da matrícula.


A família achou prudente que ela esperasse mais um ano, tempo que considerou suficiente para organizar os pagamentos iniciais da instituição. Infelizmente, a jovem conseguiu apenas 25% de bolsa e seu pedido de financiamento estudantil foi negado, o que impossibilitou o pagamento das mensalidades, então os avós decidiram organizar a rifa.

Eles criaram uma página no Instagram para mostrar o carro e explicar um pouco do propósito da rifa, esperando que o dinheiro contribua com a realização do grande sonho de Pietra: ser médica!

Mulher dirige mais de 10 horas para adotar gatinha cega que tinha sido abandonada!

Artigo Anterior

Mãe solteira de 3 filhos, que vendia água na rua para sobreviver, abre barbearia e muda de vida!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.