Comportamento

Avós escravos: os idosos “obrigados” pelos filhos a cuidar dos netos

Para muitos avós, passar um tempo cuidando dos netos é uma obrigação e não um ato natural. Uma reflexão bastante interessante.



A importância dos avós na criação dos netos é inegável. Essas pessoas são capazes de oferecer um amor genuíno, que acolhe, aceita e protege aos pequenos, e que faz com que tenham um lugar em seu coração para sempre.

Os avós acolhem os netos com muito amor e uma liberdade maior de “mimar”, pois não possuem a mesma responsabilidade de educar que os pais. Eles aproveitam para “curtir” os netos e oferecer-lhes um reforço emocional poderoso, que os nutrirá emocionalmente e os tornará mais fortes e seguros.

O vínculo entre netos e avós é muito poderoso, e deve ser sempre estimulado e reforçado. No entanto, em muitas famílias, ele é explorado de uma maneira não saudável, o que pode acabar prejudicando todos os envolvidos.


São muitos os filhos que, de certa forma, “obrigam” os seus pais a tomarem conta dos netos, em uma rotina diária, que não corresponde mais com sua idade e disposição, e pode gerar consequências em sua saúde física, mental e emocional.

Certamente, os avós sempre estarão disponíveis para “socorrer” os filhos em algum imprevisto e para ficar com os netos, quando a saudade apertar, mas terem uma obrigação imposta pelos filhos não é algo que lhes faz bem.

A velhice é um período da vida feito para descansar. Os avós já criaram todos os filhos e arcaram com suas responsabilidades, agora devem cuidar de si mesmos e preservar sua saúde.

Muitas vezes, eles aceitam essa condição para não magoar os filhos ou para que os netos não cresçam imaginando que não são amados, mas a verdade é que, no fundo, eles podem estar bastante cansados e precisando de um tempo para si mesmos.


Pode ser que os filhos não ajam dessa maneira intencionalmente. Em muitos casos, eles apenas confiam tanto em seus pais, que sempre os escolhem para ajudar, sem se dar conta das consequências em longo prazo.

No entanto, independentemente do cenário, é importante compreender que a responsabilidade sobre uma criança é dos pais, e que os avós são um apoio, não a base de todo esse relacionamento.

Quando uma criança cresce apenas com os avós, apesar de ter sempre muito amor, algumas lacunas emocionais não serão preenchidas, porque são dedicadas ao pai e à mãe. Cada pessoa na família tem sua importância na vida dos pequenos, e quando todos fazem a sua parte, eles crescem felizes, amados e seguros.

Portanto, pelos avós e pelos filhos, não permita que a “síndrome dos avós ‘escravos’” perpetue em sua família.


Compartilhe a reflexão com os amigos através das redes sociais!

Apresentador Carlos Alberto de Nóbrega é internado com covid-19, aos 84 anos

Artigo Anterior

Cachorro fica sobre o túmulo de seu irmão, que morreu em acidente. A saudade é maior que tudo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.