Pessoas inspiradoras

Bailarina brasileira com deficiência fica em 2º lugar em concurso na Europa

Capa Bailarina brasileira com deficiencia fica em 2o lugar em concurso na Europa
Comente!

Além de brilhar nos palcos, Vitória Bueno esbanja carisma em suas redes sociais.

Vitória Bueno, de 17 anos, é uma brasileira que chamou a atenção na TV alemã com uma apresentação de balé. A bailarina mineira, que nasceu sem os braços, não se intimidou no “Das Supertalent”, a versão alemã do programa “Got Talent”, e conquistou o segundo lugar na disputa.

Em suas redes sociais, onde fala bastante de sua rotina na dança, Vitória, ou Vih, escreveu que foi uma grande honra ficar entre o top 3 da competição. Ela falou da emoção que foi a noite e de que era indescritível poder fazer parte daquele projeto e chegar tão longe na competição. Em seu Instagram, Vih escreveu que a alegria de fazer parte de tudo aquilo era imensa.

O programa de que Vitória participou é dividido em três fases. Na primeira, os participantes precisam ser aprovados por jurados para chegar às semifinais e, em seguida, às finais. A bailarina se saiu tão bem na primeira fase, que foi honrada com um “Golden Buzzer”, ou botão dourado, na tradução, que significa que o participante que ganhar teve uma performance que impressionou os jurados e passou direto para a grande final. A última etapa reuniu dez candidatos, entre eles grupos de dança, um mágico, cantores e variados tipos de talentos competindo pelos votos do público.

2 Bailarina brasileira com deficiencia fica em 2o lugar em concurso na Europa

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @vihb_bailarina

Na primeira fase, a bailarina fez uma remontagem de uma coreografia antiga chamada “Deixar minha marca”. Na apresentação final, em 14 de dezembro de 2021, uma terça-feira, a ideia foi mostrar outro estilo de dança. Ela apresentou balé clássico, mas com uma surpresa no encerramento e um toque brasileiro: ela levou o samba ao palco do programa.

Nascida sem os braços, o sonho de Vitória ser bailarina parecia dolorosamente distante, especialmente por vir de uma cidade pequena do interior de Minas Gerais, onde sua deficiência física a transformou em curiosidade, de acordo com informações do O Estadão.

Mas Vitória se concentrou em seus “pliés” e “ballonés”, e ainda estudou jazz e sapateado. Hoje é frequentadora da academia de balé de sua cidade, e seu talento fez dela uma estrela nas redes sociais e uma inspiração para muitos.

Vendo-a deslizar pelo palco de madeira, sincronizada com as colegas em um deslumbramento, é fácil esquecer que ela dança sem braços. A jovem mesma diz que não precisa deles para exercer sua arte.

Mais do que realizar um sonho, a força e a flexibilidade adquiridas com a dança se mostraram cruciais para Vitória, que faz tudo com os pés, desde escovar os dentes até pegar produtos nas prateleiras do supermercado. Seu padrasto José Carlos Pereira fica impressionado com as habilidades da garota e diz que ela é capaz de fazer coisas com seus pés que ele não consegue com os próprios braços.

3 Bailarina brasileira com deficiencia fica em 2o lugar em concurso na Europa

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @vihb_bailarina

A história de Vitória é de verdadeira superação, mas não daquelas que estamos acostumados a ver quando lemos sobre pessoas com deficiência. O impressionante da sua garra é que ela supera não apenas as próprias limitações, mas os limites que pessoas sem deficiência também possuem. O balé é uma atividade intensa e que requer muita disciplina, e os esforços dela foram além, esse prêmio é apenas uma das milhares de recompensas pelo seu esforço.

Vitória superou muito além do fato de nascer sem os braços, a menina enfrentou o preconceito e a dúvida sobre ela.

E, nas redes sociais, ela conta sua história, sua rotina de maneira leve e divertida. Uma jovem promissora no mundo da dança, cheia de conquistas, que serve de inspiração para muitas pessoas.

Comente!

“Zumbido insuportável”, diz esposa de rapaz que tem dor de ouvido 24h

Artigo Anterior

Lição de honestidade: 115 clientes retornam a restaurante para pagar conta depois de apagão em SC

Próximo artigo