Comportamento

Barriga de aluguel fica com o bebê na pandemia e o cria junto aos 2 filhos: “Vai ser difícil devolvê-lo”

A jovem está tendo de cuidar do bebê, enquanto não pode ser entregue aos pais, e admitiu que criou vínculo com ele. Confira!



Barriga de aluguel é uma prática em que as mulheres alugam o útero para gerar e gestar o bebê de outra pessoa, sendo remunerada por isso.

No Brasil, essa prática não é legalizada, e aqueles que a realizam respondem judicialmente. Ou seja, por aqui, é permitido apenas “o empréstimo” da barriga, sem cobrar nada por isso.

No entanto, em vários países, essa é uma prática aceita e bastante comum a mulheres que sempre sonharam em engravidar, mas não querem ser mães, ou àquelas que precisam de dinheiro para algo específico.


Nos EUA, a barriga de aluguel é legalizada em alguns estados, e isso ajuda muitas mulheres do local a gestar bebês de pessoas até mesmo de outros países. Esse é o caso de Sierra Martin, uma barista e babá de 22 anos, que vive em Lake Bay (Washington).

Segundo informações do The Guardian, ela foi barriga de aluguel de um casal chinês, mas se deparou com uma grande surpresa uma semana antes da data da entrega do bebê. O casal a contatou por e-mail e disse que, por conta das restrições de viagens em virtude da pandemia de covid-19, não seria capaz de entrar nos EUA para pegar o filho, e perguntou se ela poderia cuidar da criança até que as restrições fossem suspensas.

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Essa foi a primeira vez que Sierra foi barriga de aluguel, e ela estava se sentindo bastante insegura com a situação, especialmente porque não tinha muitos recursos, mas acabou concordando com o pedido e tem criado o bebê junto com os dois filhos, de 3 e 5 anos.


Os meses de convivência estão sendo bastante positivos, apesar dos medos iniciais. A rotina com o bebê em casa, mesmo bastante cansativa, tem sido positiva para Sierra, que revelou amar a criança.

A proximidade fez com nascer um sentimento muito forte entre os dois. Sierra contou que adora que o bebê se aproxime dela e se aconchegue, e revelou que é difícil saber que ele não é seu filho de fato. A prática da barriga de aluguel divide opiniões, e muitas pessoas acreditam que a mulher que gestou o bebê é sim sua mãe e pode ter o direito de ficar com a criança, se quiser.

Apesar dos sentimentos pela criança, a babá sabe que terá que devolvê-la uma hora ou outra, e admitiu que será bastante difícil, pois sentirá muito a sua falta, já que está apegada e se importa com ela.


O animal que você enxergar primeiro dirá como é sua personalidade e revelará o seu sonho oculto

Artigo Anterior

Há 6 anos, marido deixou trabalho para cuidar da esposa com depressão: “Nunca abandonei ela”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.