publicidade

A bela jornada da vida – quando empreender vale a pena!

Quando damos início a qualquer jornada na vida, estamos carregados, cheios do supérfluo. Tudo é bagagem e você custa a carregar tanto peso. Então, você vai dando passos, pequenos e decisivos para que tudo saia conforme o esperado, nem sempre o esperado é o que acontece, mas mesmo assim você decide permanecer firme na sua rota.



Algumas pessoas, no meio do caminho começam a desistir e isso não é ruim, talvez esse não seja o caminho delas e desistir é o certo a se fazer, mas esse é o seu caminho sim, porque você sentiu no seu coração, então você dá mais um passo pensando no aqui e agora, você se coloca presente no momento, sem olhar para cima, lá pro topo da montanha. Mesmo aos trancos e barrancos, você quer aproveitar cada passo, cada olhar que encontra, cada som da natureza, cada movimento acontecendo, porque uma certeza você tem, cada momento é único e por mais doloroso e triste que ele pareça, ele encerra algo mágico em seus segundos efêmeros, ele guarda a magia e a beleza de viver, de aprender, de crescer.

Em qualquer área da nossa vida que vamos empreender, seja pessoal, profissional, espiritual, somos acompanhados por dois sentimentos: medo e amor. Tememos monstros, alguns que criamos e outros que podem realmente acontecer, sentimos até uma certa paralisação, mas aí entra o amor, esse sentimento genuíno que nos transforma em quem realmente somos e nos impulsiona a viver essa história que queremos criar para contar nas rodas de natal quando enfim chegarmos ao trajeto final da vida, a história que vamos levar para os nossos netos.

Por amor enfrentamos tempestades e os medos mais ocultos, aqueles que nem mesmo você sabia que existia aí dentro, por ser amor, por estar amor, por representar amor, o medo passa a ser apenas: medo. Nada demais. Quando sentir que está prestes a largar tudo pelo medo, coloque uma dose generosa de amor na situação e você vai sentir a coragem brotando. Uma frase chave usada em Um Curso em Milagres diz que – Onde há amor, não há medo. Não existe espaço para os dois, então acolha seus medos com amor e tenha coragem para continuar em frente.


A vida é dualidade, um momento você está em êxtase puro, tem certeza de tudo e é dominado por uma energia que impulsiona a vontade de realizar, de criar novos caminhos e traçar novas metas, em outros momentos você é tomado pelo desânimo e tudo que pensa é largar toda a bagagem ali, no meio do caminho mesmo, sentar e não dar mais nenhum passo. Nesses momentos é que é preciso encontrar uma forma de reverter a energia, por isso é sempre bom carregar com você um mantra, algo como: Tudo vai dar certo! Ou Tudo passa, é só uma fase! E ainda tentar: Eu quero, eu posso, eu consigo! Essas frases de poder e impacto que repetimos com frequência podem ajustar e reverter a energia pesada, porque elas sincronizam sentimento com pensamento e é ai que conseguimos reverter as situações desastrosas.

Se você está começando uma jornada, pense a respeito. Não fique focado na formatura daqui a 4 anos, não planeje o casamento no primeiro dia de namoro e nem devore de uma vez, aquele prato que você esperou quase uma hora. Aproveite cada olhar, vivencie o momento, aprecie o som, o cheiro, o gosto. Olhe para a situação presente, o que você está aprendendo e vivendo agora, essa é a chave para estar em plenitude e equilíbrio.

É uma tarefa diária, é um hábito que precisa ser incorporado ao processo e é um desafio conseguir se manter no presente, até porque somos temporais demais, vivemos em busca de resgatar o passado ou ansiando pelo futuro, mas estar presente de corpo e alma no presente é que faz a vida valer a pena. Empreenda uma jornada, planeje o que deseja, mas tenha foco no presente, só assim você saberá o som que estava tocando naquele momento em que você viu aquele olhar pela primeira vez. Sintonize-se!


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.