publicidade

Belo conselho de stephen hawking para aqueles que sofrem de depressão:

O renomado cientista Stephen Hawking, fornece-nos  insights complexos, contudo,  inestimáveis ​​no espaço e no tempo.

Ele também compartilha sua experiência em assuntos mais emocionais. Em uma recente conversa, Hawking deu uma bela mensagem para pessoas que sofrem de depressão, comparando depressão a buracos negros – explicando que não importa quão escuro pareçam, sempre é possível escapar deles.



Hawking disse: “A mensagem desta palestra é que os buracos negros não são tão negros como parecem. Eles não são as prisões eternas que foram uma vez … as coisas podem sair de um buraco negro, tanto para o exterior quanto para, possivelmente, outro universo.

Então, se você sente que está em um buraco negro, não desista – há uma saída.”

Hawking, que tem 75 anos, vive com a Doença do Neurônio Motor por quase 53 anos.

Em uma palestra, sua filha Lucy falou sobre a notável saúde intelectual e emocional de seu pai:


“Ele tem um desejo muito invejável de continuar e a capacidade de convocar todas as suas reservas, toda a sua energia, todo o seu foco mental e pressioná-los para seguir em frente”, disse ela.

“Mas não apenas prosseguir com os propósitos de sobrevivência, transcender isso, produzindo um trabalho extraordinário – escrevendo livros, dando palestras, inspirando outras pessoas com deficiências neurodegenerativas, entre outros”.

De alguma forma, este reconhecimento da condição, muitas vezes debilitante da depressão, por parte de um sobrevivente brilhante, pode ajudar a oferecer coragem para aqueles de nós que sofrem com a condição.


 Lembre-se, não importa o quão ruim pareça, faça como Stephen Hawking: nunca desista!

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: I Heart Intelligence

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.